Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

"Temos de ter muito cuidado"

Avelino Umba - 28 de Abril, 2018

Hlder Teixeira admite falta de experincia de alguns jogadores jovens

Fotografia: Santos Pedro| Edies Novembro

O treinador do Progresso do Sambizanga, Hélder Teixeira, considerou ontem durante uma entrevista ao Jornal dos Desportos, que o jogo de domingo às 16h00, no Estádio dos Coqueiros, diante do Sporting de Cabinda é uma partida difícil.
Reconhece que o adversário está moralizado e motivado a contrariar os intentos dos sambilas. \" É uma formação extremamente difícil e está a fazer um bom campeonato. Temos de ter muito cuidado, porque estão muito moralizados\", alertou.
O técnico revelou que o objectivo da equipa é vencer. \"Queremos ganhar este jogo. Sabemos que vai ser muito difícil em função dos resultados que o adversário está a fazer, sobretudo, nos jogos fora de casa, mas a nossa equipa está a jogar bem e acredito que se tivermos atentos vamos vencer o Sporting,\" destacou.
A inclusão do guarda-redes Titi, cumprido o castigo federativo, aumenta o leque de opções de Hélder Teixeira. A única dúvida, na recepção aos leões, é o camisola 6, Meg, que  se queixa de dores na coxa esquerda.
\"A disponibilidade do Titi reforça e aumenta às opções da equipa técnica, em relação a baliza em que é um dos habituais titular. O único, que está em dúvida, é o médio Meg com problemas no exterior da coxa esquerda\", afirmou.
    O JD apurou, que apesar dos últimos resultados não serem abonatórios, o técnico não vai proceder  a mexidas profundas no plantel, mantém a confiança nos jogadores do esqueleto base, para o jogo de amanhã.
\"Nós temos uma equipa base, se mexermos sempre que perdermos, nunca teremos uma equipa capaz de fazer o que são as nossas necessidades. Vamos, é procurar corrigir os erros, que estão a cometer\", sublinhou.
Assegurou que \" a equipa não tem jogado mal, pelo contrário, joga bem, mas os erros acontecem muitas vezes no final dos jogos, é fruto da juventude. Esta situação, leva-nos a trabalhar o aspecto psicológico, de formas a manter o equilíbrio emocional\", comentou.
Hélder Teixeira manifestou a preocupação com o sector defensivo e espera melhorias nos próximos jogos. \"Inicialmente, o nosso forte era o sector defensivo, em que tivemos um pendor forte. Neste momento , este sector está a vacilar, a julgar pela distracção que está a acontecer\", lamentou.
Acrescentou, que \" isso deve-se à ansiedade dos jogadores,  muitas vezes o seu estado emocional influencia na procura do golo na posição de desvantagem, que custa caro. Isso, é um problema de juventude, temos de trabalhar para o equilíbrio emocional e evitar erros de palmatórias, que se verificam\", disse.
O técnico tranquiliza a massa associativa e garante que está a fazer um trabalho para formar uma equipa para o futuro, por isso, promete dias melhores para a formação do Progresso. \"É preciso paciência\", realçou.
\"Se fosse um carro, dizíamos que está aos soluços, mas a qualquer momento pega para fazer a viagem. É de tal forma, que a qualquer momento podemos ter uma equipa para dar alegria aos adeptos e à toda a massa associativa do Sambizanga\", reforçou.

CABINDA
Leão tem “fome” de pontos


O ambiente no plantel do Sporting de Cabinha voltou à normalidade, após a vitória no jogo com o Cuando Cubango FC, em casa, na jornada passada. Depois de duas derrotas e de um empate, o leão rugiu e obteve uma vitória tangencial.
O técnico promete mais entrega dos jogadores, na visita ao Progresso, para cumprimento do objectivo traçado pela direcção e fazer as pazes com os seus adeptos. Emena Kwazambi referiu ontem nesta cidade, antes do embargue à Luanda para defrontar amanhã o Progresso, esperar melhorar a qualidade do plantel.
 “Estou satisfeito com a exibição dos meus jogadores, apesar dos gritos dos adeptos. Temos de reconhecer que o futebol tem momentos bons e maus. Sei que estamos a pecar na finalização, porque a equipa cria, conserva a bola e avança para o ataque, mas na hora da finalização não marca golos”, referiu.
Disse que não obstante a limitação do plantel, por dificuldades financeiras para contratar outros atletas no início da época, o actual plantel trabalha para colocar o representante da região mais a norte de Angola nos lugares cimeiros do Girabola.
“No princípio da época, contactamos a direcção para contratação de jogadores de mais valia, por dificuldades financeiras que o clube atravessa não conseguimos reter os atletas. É, pois,  com os jogadores que temos no plantel que estamos a ganhar, a perder e a empatar os jogos. Todos os dias mentalizamos o grupo de trabalho para fazer uma época melhor”, comentou.
 O timoneiro dos leões revelou estar preocupado com os atacantes, por isso, trabalha para inverter o quadro. “A finalização preocupa-nos, aliás, é um sector que trabalhamos no pormenor”, disse.
Para o capitão Isaías, o plantel do Sporting de Cabinda está moralizado e espera que a motivação reinante no seio do grupo, fruto da vitória com o Cuando Cubango FC, por uma bola a zero, consiga repetir o feito.
“Vamos aproveitar o bom ambiente que reina no grupo, para ganhar ao Progresso do Sambizanga. Reconhecemos que a equipa não está a fazer uma exibição salutar, esperamos melhorar em cada jogo e em cada sector. O ataque é o que mais preocupa à equipa, vamos  trabalhar para conseguir resultados positivos”, concluiu.           Joaquim Suami/Cabinda