Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

"Temos obrigao de vencer"

Isidoro Natalcio, em Ndalatando - 29 de Maio, 2016

Jogadores do Porcelana prometem maior concentrao nos jogos

Fotografia: Kindala Manuel

Ainda assim, Luís Mariano afasta a possibilidade do jogo desta tarde ser  decisivo para as aspirações da equipa. O técnico revelou que o campeonato é longo e a diferença pontual entre as equipas é mínima, por isso, não tem motivos para grandes alaridos. “Vamos procurar fazer um bom jogo, já que temos a necessidade de  pontuar para melhorarmos a nossa posição e fazermos a nossa parte no campeonato. Temos de fazer isso em casa,  respeitar sempre os nossos  adversários”, disse o timoneiro no final da semana de trabalho que considera  que decorreu dentro da normalidade.

O treinador reconhece que os adeptos não estão satisfeitos com o desempenho da equipa, mas alerta ser nos momentos difíceis que devem estar unidos na procura de melhores resultados. Recordou que maus momentos é algo que nenhuma equipa está isenta.

“Fomos jogar ao Lobito e os adeptos locais incentivaram a sua equipa o tempo todo, o que foi bom e na Caála aconteceu o mesmo. A maioria das equipas com quem jogámos recebem um grande incentivo dos seus adeptos, isso, é o que espero dos nossos”, implorou.

A posição do Porcelana na tabela de classificação, último com 11 pontos, embora o técnico não considera alarmante, não deixa de exigir alguns cuidados. Para uma equipa que almeja a manutenção, 11 pontos em 39 possíveis é uma safra que exige algum cuidado.
          

PLANTEL
Atacantes assumem responsabilidade


Os atacantes do Porcelana FC admitem que falha de pontaria nos momentos cruciais, contribui para que a equipa não ganhe jogos e agudiza ainda mais o momento crítico que atravessa.

O ponta de lança Dilman reconhece que não têm sido eficientes, mas garante estarem a trabalhar para melhorar nos próximos e regressar aos golos a qualquer momento.

“Frente ao Libolo pode ser o ponto de viragem. Estamos a trabalhar para materializarmos este objectivo, por isso, vamos lutar e dar o nosso máximo, ainda que tivermos de deixar 'tudo de nós em campo' para  reverter a situação”, prometeu.

O capitão Pedro Henriques, acredita que nos próximos jogos vão inverter o quadro. A mesma posição é corroborada por Alexandre, um dos suplentes mais utilizados.

“Não sei, exactamente, o que se passa, acho que é pouca sorte, já que temos criado oportunidades, mas a bola teima em entrar. Foi uma fase em que perdemos muitos pontos, mas quando a primeira bola entrar seguem-se as outras”, pressagia.

Dilman, Pedro Henriques e Alexander acreditam na manutenção do Porcelana na primeira divisão. "Se ganharmos ao Libolo podemos sair da posição em que nos encontramos", destacou.