Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Temos os nossos argumentos

Avelino Umba - 29 de Agosto, 2015

Tricolores esperam manter hoje em Benguela o bom momento que atravessam no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira diviso

Fotografia: M.Machagongo

A lição dada pela Académica do Lobito ao Petro de Luanda no jogo da primeira volta do campeonato, vitória por 3-1, faz o treinador tricolor, Alexandre Grasseli, prevê uma partida renhida hoje à tarde, às 15h30, no estádio de Ombaka, válido para a 24ª ronda. Ainda assim, o brasileiro assegura que o pensamento do grupo está focalizado apenas na conquista dos três pontos.

"A Académica do Lobito é uma equipa que há muito tempo actua junta. É uma equipa que tem um conjunto bastante interessante e extremamente competitivo, mas pessoalmente vejo que de outro lado, ou seja, o Petro, também tem as suas armas para ir à luta em busca de um melhor resultado", disse.

O bom momento que a equipa atravessa no campeonato é para o técnico Alexandre Grasseli significante para aquilo que se pretende no duelo desta tarde em Benguela.

"O Petro vive um momento de amadurecimento e temos um total interesse de que este crescimento continue, pois o momento é de entendermos que só as vitórias nos interessam e este jogo fora de casa é mais um que realmente consideramos bastante difícil, daí o nosso interesse de estudarmos bem o adversário", assegurou, acrescentando que "foi isso que fizemos ao longo da semana de trabalho de formas a ir em busca de vitória no terreno do adversário, apesar do respeito que temos pelo mesmo, independentemente das dificuldades que eventualmente poderemos encontrar ao longo do jogo".

Alexandre Grasseli enalteceu os três últimos resultados alcançado pela equipa - vitória sobre o vice-líder (Benfica de Luanda) e empate com o líder e campeão em título (Recreativo do Libolo).

"O Petro fez bons jogos contras estas duas equipas. Venceu o Benfica por 2-1 e empatou a uma bola com o Recreativo do Libolo. Isso dá algum alento e fortalece a equipa  para enfrentar a Académica do Lobito. Mas sabemos que a história da primeira volta foi uma, e agora o jogo é outro. As duas equipas vivem momentos diferentes e distintos. Vejo que Académica do Lobito mantém a sua estrutura de respeitar, mas o Petro também, como disse antes, tem as suas armas. Isso nos dá à condição de ter bons argumentos para fazer um jogo que tenha resultado positivo", assegurou.

ESTADO CLÍNICO
Equipa estável


O plantel do Petro de Luanda goza de boa saúde. A garantia é do técnico Alexandre Grasseli. 
O treinador tricolor assegurou ao Jornal dos Desportos que o estado clínico é estável e isso faz com que a equipa consiga trabalhar sem qualquer constrangimento.
"Todos estão saudáveis. O momento nos leva a acreditar e acima de tudo mantermos os pés bem assentes no chão para que possamos ter uma vitória neste jogo contra a Académica", disse.

Quanto a alguns jogadores que não terminaram os treinos derradeiros por ressentirem de algumas dores, caso do central Etah, Alexandre Grasseli explicou que certos atletas fizeram tratamento com gelo após os jogos-treino por questões de precaução.

"Tanto o Etah, como o Mabiná, Carlinhos e Jiresse, ressentiram-se de pequenas dores que consideramos de situações normais. Quanto ao Ary é a nota de realce, pois já trabalha com bola. O jogador já fez parte do trabalho conjunto e espera-se por um enquadramento saudável para as próximas partidas", assegurou o técnico.
Alexandre Grasseli pode começar o jogo diante da Académica do Lobito com o seguinte "onze": Gerson, Mira, Etah, Mabiná, Manguxi, Paizinho, Maludi, Chara, Diógenes, Jiresse e Job.                                
AU