Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

"Temos que ganhar ao Maquis"

Jorge Neto - 14 de Março, 2020

Tcnico-adjunto do 1 de Agosto diz que ambicionam quebrar o bom momento maquisarde

Fotografia: Vigas da Purificao

Quebrar a invencibilidade do FC Bravos do Maquis nesta segunda volta do Girabola Zap e garantir os três pontos, é o grande objectivo do 1º de Agosto na recepção, hoje às 17h00, no estádio 11 de Novembro, para assumir, de forma provisória, a liderança do campeonato nacional, segundo o técnico-adjunto Ivo Traça.
Os agostinos têm a oportunidade de assaltar a primeira posição da competição e dormir na liderança, pois o arqui-rival, Petro de Luanda, joga apenas amanhã, daí que todos os detalhes foram trabalhados para vencer este importante desafio.
"Será um jogo muito complicado, vamos enfrentar uma equipa que ainda não perdeu na segunda volta, tanto em casa como fora, por isso, estamos conscientes do elevado nível de dificuldade que iremos ter pela frente, mas estamos preparados para reverter essa situação", disse.
O desafio envolve o segundo e terceiro classificado, separados por oito pontos, onde os maquisardes não sentem o sabor da derrota há 12 jogos, daí um repto que os militares tentarão ultrapassar.
"Dizer que é sempre um jogo difícil, será um Maquis que vem aqui com uma vontade de querer ganhar também ao 1º de Agosto, mas de qualquer das formas nós temos de defender o título, vamos a procura do penta e temos que ganhar ao Maquis, é a nossa obrigação", sublinhou Ivo Traça.
O técnico bósnio Dragan Jovic conta com o plantel disponível, excepto o lateral direito Isaac, que falha o jogo devido ao castigo federativo, por acumulação de cartões amarelos, e os regressos do central Bobó e o avançado Ary Papel. 
"O Isaac não vai jogar por acumulação de cartões amarelos , mas os outros estão disponíveis, também não temos nenhum jogador no posto médico", destacou o antigo médio militar.
Depois de regressar a cifra de dois golos nos últimos dois desafios, o ataque do 1º de Agosto tem a missão de ultrapassar a bem estruturada defesa maquisarde, aliás, uma marca registada do técnico Zeca Amaral, infelizmente vai estar ausente do banco de suplente, devido ao seu estado de saúde.