Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Terceiro lugar em disputa

Betumeleano Ferrão - 28 de Outubro, 2017

O Kabuscorp do Palanca e o Sagrada Esperança estão na luta, pelo terceiro lugar do campeonato.

Fotografia: José Soares

O Kabuscorp do Palanca e o Sagrada Esperança estão na luta, pelo terceiro lugar do campeonato. A vantagem de três pontos dos diamantíferos, em nada afecta a ambição palanquina de superar o concorrente, antes do fim do campeonato.

Curiosamente, as duas equipas jogam nos Coqueiros, em horários diferentes. A formação orientada por Romeu Filemon recebe às 16h00 o Recreativo da Caála, e o conjunto orientado por Ekram Asma visita às 18h30m o Progresso do Sambizanga.

A precisar de vitórias, para terminar o Girabola ZAP de cabeça erguida, o Kabuscorp do Palanca pretende fazer das fraquezas forças, para somar três pontos, contra o CRC e redimir-se dos maus resultados que assolam a equipa nos últimos jogos.

A ponta final do campeonato está a ser penosa para os palanquinos, os resultados estão longe de corresponder com às expectativas, mas a vitória pode remediar a intermitência por que passa a equipa, que viu mais uma vez o título fugir-lhe. Sem mais margem de erros, a equipa da casa precisa de motivação extra para aceitar, que o terceiro lugar é mais honroso do que o quarto. Realmente, não era este o objectivo inicial, mas a equipa tem de adaptar-se à realidade para terminar numa posição aceitável.

A regularidade nunca foi o ponto forte do Kabuscorp, mas é possível que contra o Caála, a equipa recupere a fórmula do sucesso do seu período de maior fulgor, e consiga recuperar a alegria de vencer para pressionar o Sagrada Esperança, que assim tinha de no mínimo empatar para não ser ultrapassado.

O CRC também falhou as metas preconizadas, mas vem a Luanda tranquilo e com motivação suficiente, para pontuar extramuros. A oscilação de rendimento dos palanquinos, é a ponta que os caálenses vão puxar para enlaçar o adversário nos Coqueiros.

Se os donos da casa tiverem dificuldades de tomar conta do jogo, melhor para as ambições dos visitantes, pois, vão ter mais espaço e tempo para pôr em prática o que preparou para pontuar na deslocação a Luanda.

O Sagrada Esperança é o mais interessado, num deslize do Kabuscorp, para arrumar em definitivo a questão do terceiro lugar. Um mau resultado dos palanquinos pode ser um bom prenúncio para os diamantíferos, mas a inversa também é verdadeira. A equipa da Lunda - Norte tem de ter capacidade de responder à medida, a uma eventual vitória do Kabuscorp para recuperar o terceiro lugar.

A eventual poupança, que os sambilas vão voltar a fazer, por causa das meias-finais da Taça de Angola com o 1º de Agosto, é capaz de aumentar as esperanças de vitória do Sagrada, já que a segunda linha da equipa do Sambizanga é capaz de não ser tão competitiva, para impedir que os diamantíferos brilhem nos Coqueiros.

Mais preocupado em avançar, na segunda maior competição nacional, do que em somar mais uma vitória no campeonato, a formação do Sambizanga tem de estabelecer prioridades e agir de acordo com elas.

A época está no fim, e é normal que o cansaço esteja a cobrar aos atletas mais utilizados, poupar ou não é uma decisão do treinador, o que os adeptos querem é que no final a equipa consiga render.