Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Todos os jogos so difceis

Paulo Caculo - 02 de Março, 2019

Marcos Chivinda, adjunto de Paulo Torres, antev dificuldades no embate de hoje

Fotografia: Jornal dos Desportos

O técnico-adjunto do Kabuscorp do Palanca, Marcos Chivinda, garante que a equipa não espera facilidades no embate desta tarde, diante do Interclube, referente à decima sétima jornada do Girabola Zap.
O \"braço direito\" de Paulo Torres no conjunto do Palanca considera o Interclube um adversário difícil, com boas unidades no plantel e que não vai querer entregar os pontos de bandeja. Em face disso, antevê um confronto com elevado grau de dificuldades para ambos os conjuntos.
\"Não será um jogo fácil, aliás como todos os outros. Não existem jogos fáceis. Todos são difíceis, por isso, não esperamos facilidades\", disse marcos Chivinda.
Para o dérbi desta tarde Paulo Torres pode apostar num onze que não deve diferir muito daquele que recebeu e venceu o Cuando Cubango FC na jornada anterior. O técnico português deve reeditar o \"onze\" responsável pela primeira vitória no arranque do segundo turno do campeonato.
À semelhança do que já habituou o treinador dos palanquinos vai exigir da equipa uma postura igual ou melhor àquela espelhada nas três jornadas passadas para voltar asomar mais três pontos e manter a perseguição ao líder.
A atravessar uma boa fase no campeonato, a equipa do Palanca espelha excelentes níveis de motivação, crença e força colectiva. Isso mesmo foi visível durante os últimos dias de trabalhos no centro de treinos do Benfica de Luanda, no Distrito do Sequele.
O técnico espera, muito provavelmente, com esta postura que a equipa continue a ter capacidade colectiva para assumir a maior posse de bola e dispor das maiores ocasiões para marcar. No fundo, Paulo Torres deseja que os êxitos colhidos pela equipa no campeonato continuem a ser uma consequência natural da acção demolidora do seu ataque.
Não se vislumbram mexidas ou alterações. Hoje, a equipa do Palanca deve jogar com JB à baliza, enquanto o quarteto ofensivo deve ser formado por Fabrício, Valy, Rafa e Medá. No meio-campo, devem alinhar Amaro, Dani, Tresor e Cabibi, ao passo que no ataque jogam Taddy e Magola.