Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Toni Cosano garante que a luta continua

Armando Sapalo/Dundo - 10 de Fevereiro, 2020

Fotografia: Alberto Pedro | Edies Novembro

O técnico do Petro de Luanda, Toni Cosano, afirmou, no sábado, no Dundo, que o empate nulo na visita ao Sagrada Esperança,  não retira a equipa da corrida ao título. O treinador reconhece que o campeonato está numa fase, em que o desperdiço de pontos pode ser fatal, o facto do seu concorrente não vencer deixa tudo em aberto.
 O espanhol lamentou o facto da equipa não ter aproveitado o deslize do 1º de Agosto,  que possibilitaria "o assalto à liderança", porém, está ciente que defrontou uma grande equipa e que não é fácil vencer no Dundo. Contudo, disse que nada está perdido e há ainda muitos pontos em disputa. 
"Tentamos tudo. Tivemos várias oportunidades de golo, na primeira parte, o Sagrada Esperança entrou forte, aliás, sabíamos que é uma equipa bastante difícil e complicada em casa. Dominámos toda a segunda parte, mas não passamos do domínio", observou.
 Tony Cosano sublinhou, num discurso optimista, que a luta continua e assegurou que o Petro de Luanda logrou um empate meritório, diante de um adversário extremamente difícil, por isso, considera estar tudo em aberto, em relação ao despique para a conquista do campeonato nacional.
"A luta continua. Penso, que logramos um empate meritório, perante um adversário extremamente difícil. Para nós, cada semana é uma luta e um jogo, por isso, vamos continuar a lutar para os nossos objectivos, que nos mantém intactos", rematou um técnico confiante num desfecho airoso no final da época.
Num jogo em que o técnico operou várias alterações, em relação ao desafio da Taça de Angola, que disputou também no Dundo, na quarta-feira, com realce para as entradas do lateral Diógenes, dos médios Além, Dany e Job, dos atacantes Tony e Isaac, em detrimento de Karanga,  Megue , Manguxi e Herenislon  nas respectivas posições.