Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Torres reencontra polcias

Betumeleano Ferro - 03 de Novembro, 2018

O reencontro entre o tcnico Paulo Torres, agora no Kabuscorp, com o Interclube

Fotografia: Edies Novembro

A bola gira este sábado para a abertura da segunda jornada do campeonato, com uma mão cheia de desafios aliciantes, ainda mais porque alguns deles como o dérbi Kabuscorp - Interclube e o Sporting - Progresso, envolvem equipas com as mesmas ambições no Girabola ZAP 2018/2019. Além destes cartazes, há ainda a salientar o Petro - Cuando Cubango, Saurimo FC - Libolo e o Sagrada - Santa Rita.
O reencontro entre o técnico Paulo Torres, agora no Kabuscorp, com o Interclube, é um dos ingredientes do dérbi com início às 15 horas nos Coqueiros. Quer palanquinos quer polícias estão a repetir o mesmo discurso de sempre, então, mais do que falar eles têm de ser competitivos, sobretudo contra adversários da mesma bitola.
Se o Kabuscorp e o Interclube pudessem, seguramente teriam adiado o dérbi para uma próxima ocasião, o campeonato mal começou, por isso os candidatos querem sempre evitar a  inquietação de perder pontos nas primeiras jornadas. O risco disso acontecer é real para as duas equipas, mas como em tudo há uma coisa boa, quem somar 3 pontos vai conseguir atrasar, nem que seja numa ronda, o passo do rival.
Um empate acaba sempre por compensar mais do que a derrota, mas há um senão, Kabuscorp e Interclube já perderam pontos na estreia, um novo desperdício até que seria aceitável, porque são duas equipas equivalentes, mas o problema maior está na [im]paciência dos presidentes dos dois emblemas, via de regra não gostam de adoptar atitude de espera, quando as vitórias tardam a chegar.
O Petro de Luanda entra em cena duas horas depois de terminar o dérbi, mas é ponto assente que os tricolores vão ter de esticar a corda toda, quando o jogo iniciar às 17h30m no 11 de Novembro, pois o Cuando Cubango FC  ainda conserva a mesma característica da época passada, quando tem um grande pela frente. O Kabuscorp já provou do irreverente veneno do Cuando Cubango, pelo que o Petro já deve ter colocado as suas barbas de molho, para evitar choro e ranger de dentes no final.
Sem margem de erros, aos tricolores só se exige que joguem para vencer, ficar nas intenções de modo algum vai dar o tão ansiado triunfo, o Petro tem de encontrar soluções atacantes para marcar o que for necessário, para somar a totalidade dos pontos em disputa. Por mais que o adversário seja bravo ante os grandes, fica claro que a atitude competitiva dos tricolores também vai ser determinante, para fazer a diferença no resultado, cada um usa as armas que tem, ninguém precisa ensinar isso ao Petro.
As lições da temporada passada, vão fazer com que o Cuando Cubango FC hoje seja mais humilde, há todos os motivos para acreditar que vai evitar repetir o erro anterior, para não ser a rã que queria se igualar a vaca. Por mais que goste de jogos como esse, a equipa forasteira vai ser mais cautelosa, para evitar dar todo o espaço que as individualidades tricolores precisam para aparecer e resolver, como se verificou no gordo resultado, 4-0, do primeiro encontro entre ambos.
O Sagrada Esperança elevou a fasquia no campeonato, mas a estreia no campeonato veio provar, que ainda é cedo para aferir, com  exactidão, que os diamantíferos têm os quilates necessários, para ser tidos e achados pela concorrência. Esta tarde, às 15h30m no estádio do Dundo, o Sagrada recebe a visita do Santa Rita de Cássia, a vitória é o mínimo que os adeptos cobram a quem joga em casa, ante os desconhecidos católicos, que se estreiam no Girabola ZAP 2018/2019, pois \"folgaram\" na ronda inaugural.
Sem chances de recolher informações credíveis sobre os católicos, nada mais resta aos diamantíferos senão enfrentar o desconhecido com a melhor atitude possível, a demora em tomar conta do jogo pode ser fatal para o favorito, pois se o Santa Rita ganhar gosto pela coisa, vai se agigantar com boa moralização para discutir o resultado, qualquer ponto extramuros vai ser muito bom para os católicos.
A FAF usa, no seu comunicado, o nome Bikuku FC em vez de Saurimo FC como adversário do Recreativo do Libolo, não importa qual a denominação, o que é certo é que o jogo começa às 15 horas nas Mangueiras, com os libolenses a sobressaírem na balança do favoritismo.
Os libolenses querem apagar a má imagem da época passada, esta tarde têm todas as fichas nas mãos e podem gastá-las como quiserem, desde que sejam competentes para se isolar no marcador, condição indispensável para se colocar em boa posição, para somar a primeira vitória no campeonato.
Por a pressão estar toda com o Libolo, há razões para acreditar que o Bikuku FC vai estar muito atento às suas chances, para conseguir surpreender em casa, qualquer resultado, excepto a derrota, já chega e basta para Kito Ribeiro e pupilos se sentirem satisfeitos no final, pois o Libolo tem mais argumentos competitivos para se impor nas Mangueiras.
A luta pelos pontos promete ser renhida no Tafe, quando, a partir das 15 horas, soar o apito para o Sporting de Cabinda - Progresso Sambizanga. Os leões entraram no campeonato com um passo em falso, mas podem corrigir a derrota com uma vitória, as chances disso acontecer são enormes, em parte, porque os sambilas deram indícios de que ainda estão presos a alguns pecados do passado.
Os leões gostam do Tafe, há décadas que os adversários sabem das dificuldades de ir ao enclave tirar pontos ao Sporting, é esse desafio que o Progresso tem de aceitar para sair da sua zona de conforto. Os sambilas têm de aparecer contra os rivais directos, quanto mais vezes conseguirem bons resultados contra os seus, mais fácil vai se tornar a colheita de pontos no decorrer do campeonato.


KABUSCORP
Paulo Torres pode mexer no “onze”

O jogadores Cabibi e Depaiza podem ser as novidades, nos titulares do Kabuscorp do Palanca, com  vista ao jogo a disputar com o Interclube, agendado para hoje às 15h30, no Estádio dos Coqueiros, referente à segunda jornada do Girabola Zap. Os referidos jogadores falharam a titularidade, no jogo com o Cuando Cubango FC, por opção técnica, agora, espreitam a integração no \"onze\" de Paulo Torres, para a difícil recepção aos polícias.
De acordo com o que o treinador do Kabuscorp deixou transparecer, durante a semana de preparação, Cabibi deve render Amaro, na lateral esquerda, ao passo que Lindala pode ceder a titularidade à Depaiza. Com estas mudanças, o treinador procura dar mais dinâmica na defesa esquerda e mais acutilância ao sector intermédio.
Salvo estas alterações, os palanquinos devem manter no “onze”, para o jogo desta tarde, a maioria dos jogadores que estiveram na igualdade com o Cuando Cubango. Apesar, do técnico deixar claro que a equipa se encontra, ainda, numa fase de conquista de alguns processos, o confronto com o Interclube (equipa que orientou na época anterior) deve marcar a repetição de um estilo, ou modelo utilizado, no desafio anterior.
O treinador -adjunto do Kabuscorp, Carlos Alberto Chivinda, fez questão de traduzir, ontem, o sentimento do grupo, antes do dérby de mais logo com os polícias. O auxiliar de Paulo Torres assegurou, que recepcionam uma equipa forte e que estão cientes das dificuldades a enfrentar.
“Não será um jogo fácil e sabemos que não vamos encontrar facilidades. Aliás, vamos jogar com um forte candidato ao título do campeonato”, adiantou-se a confessar, o auxiliar de Paulo Torres, que destacou em seguida o potencial do adversário.
“Não vamos jogar com uma qualquer equipa. Para nós, todos os jogos são difíceis e este muito mais. Vamos encarar a partida com toda a responsabilidade, como encaramos todas as outras. Entramos em campo, sempre, com o objectivo de alcançar os três pontos”, realçou.
O técnico acrescentou, que “o Interclube é uma equipa de nível bom, com bons jogadores, com um grande treinador, mas também trabalhámos durante a semana para conquistar os três pontos”.  
Paulo Caculo


RUI GARCIA
“Estamos preparados
para vencermos o jogo”

O técnico do Interclube, Rui Garcia, defendeu ontem, ao Jornal dos Desportos, que a sua equipa vai à casa do Kabuscorp com o objectivo de alcançar um resultado positivo. O treinador revelou que prepararam o dérbi, com os olhos postos nos três pontos.
   Estamos preparados a fazer um bom resultado, pois, trabalhamos com muita tranquilidade para este jogo. Os atletas corresponderam às expectativas,  por isso, acredito que vamos fazer um bom resultado, reconhecemos ser uma empreitada difícil\", salientou.
  O treinador afirmou, que tiveram uma semana intensa de trabalho e que serviu para a equipa técnica preparar a estratégia para contrariar os intentos da equipa do Bairro Palanca. \"Temos a convicção que não será um jogo fácil, pois, não existem jogos fáceis. Vamos ao encontro do adversários, com muitas cautelas, mas com determinação e vontade de conseguir um resultado que nos possa dar alguma tranquilidade, visto que temos objectivos a cumprir, nesta competição\", disse o técnico do Interclube.
   “O Paulo Torres é um amigo, mas nesta altura, cada um está num novo projecto. Desejo-lhe boa sorte, mas a verdade é que quando o árbitro apitar para o início do jogo, cada um defende a sua dama\", destacou.
   Rui Garcia classificou o Kabuscorp como uma equipa com um potencial muito forte, capaz de fazer frente à qualquer opositor. \"Trabalhamos, ao longo da semana, com muita prudência para este jogo. Estamos cientes, que vamos enfrentar uma equipa que joga bem, em casa, por isso, vai fazer tudo para conquistar os três pontos\", salientou.
  Em relação aos atletas que fizeram a pré - época, Rui Garcia garante que todos estão bem e disponíveis. 
O técnico Rui Garcia deve apostar no \"onze\", formado por: Landu, Joyce, Vado, Abdul, Carlitos, Ito, Paty, Dani, Silva, Dasfaa, Lucas ou Guicha.
Valódia Kambata