Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Traguil projecta estrear reforços

Manuel Neto - 01 de Março, 2018

Kabuscorp prepara duelo com Libolo e tem Lunguinha de baixa

Fotografia: Vigas da Purificação | EDIÇÕES NOVEMBRO

O camaronês Arouna Dang e o argentino Franco Calero que são reforços da equipa do Kabuscorp do Palanca para esta época desportiva, podem fazer as suas estreias no jogo com o Recreativo do Libolo,  no sábado em Calulo, referente à quarta jornada do campeonato, resolvidas que estão as questões administrativas dos dois profissionais.
Os dois atletas estavam impedidos de contribuírem para o grupo, desde a primeira jornada da competição, entretanto, a partir de sábado o técnico Sérgio Traguil tem motivos suficientes para sorrir, visto que tem o plantel completo para as empreitadas que tem pela frente.
Arouna Dang, 24 anos, dotado de um físico impressionante, envergou a camisola da selecção dos Camarões. Foi vencedor da Bola de Ouro, no campeonato camaronês em 2016, conquistou ainda os  prémios referentes ao melhor jogador do Campeonato e de melhor marcador. Os feitos valeram-lhe a transferência do UMS of Loum, da Primeira Divisão dos Camarões, para o Huracan, histórico clube da primeira Divisão da Argentina.
Arouna Dang, também conhecido por Lukaku,  esquerdino, ostenta como principais qualidades o portentoso remate e boa qualidade técnica.
Quanto ao avançado argentino Franco Calero, 28 anos, teve passagens pelo Atlético de Madrid, Zaragoza, Villareal, Zurich, Munich 1860, Al Ansar, Turquia, Grécia, Israel, entre outros clubes.
O argentino tem como forte referência, a  excelente relação com a baliza.
Do curriculum constam 118 golos rubricados, está entre os dez melhores marcadores de sempre do Newls Boys, histórico clube argentino, onde foi formado e notabilizou-se como goleador.

LUNGUINHA
Entretanto, nem tudo são rosas para o treinador Sérgio Traguil. Ou seja, se por um lado, o português está em condições de alinhar o camaronês Arona e o argentino Calero, por outro, o lateral direito Lunguinha volta a falhar no jogo da equipa palanquina no campeonato.
O jogador do Kabuscorp recupera de uma cirurgia, no baixo ventre, a que foi submetido no domingo, da qual se recupera satisfatoriamente.
O lateral regressou à turma palanquina, dois anos depois de representar o Progresso Associação do Sambizanga e fazia parte do "onze" de Traguil, em que relegou para o banco, Faustino e Mussumary, seus concorrentes directo.
Deste modo, Mussumary é o atleta que o técnico Jorge Traguil alinha para colmatar a ausência de Lunguinha.

 KABUSCORP
Doutor Lamy cumpre oitava época


O médio Doutor Lamy começa a ser um exemplo de longevidade ao serviço do Kabuscorp Sport Clube do Palanca. O também capitão do conjunto palanquino cumpre, este ano, a sua oitava época consecutiva ao serviço da agremiação presidida pelo Bento dos Santos "Kangamba".
Contratado em 2011, com objectivo de ajudar a encaminhar a equipa aos títulos, Lamy muito cedo deu sinais claros de que seria a “jóia” do Palanca que ajudaria a catapultar a equipa para os anais da história do Girabola.
Em 2013, Doutor Lamy viria a ser preponderante na conquista do único título de campeão do clube, num conjunto de “ouro” onde perfilaram igualmente Daniel Mpele Mpele, Meyong e Abel Manfuila, “trio maravilha” que se revelou fundamental na manobra ofensiva da equipa.
Oito anos depois, Lamy continua a desempenhar papel determinante no meio-campo do Kabuscorp, sendo um principais esteios de toda a estratégia ofensiva do técnico Sérgio Traguil.
Aos 32 anos, o congolês democrático mantém o mesmo vigor de sempre, que acrescenta arte, engenho e qualidade ao sector intermédio do conjunto.
Doutor Lamy, para além de jovens jogadores do plantel, vai contar com o concurso dos experientes médio Dário (ex-Libolo) e o defesa Ebunga, ambos com 35 e 34 anos, respectivamente.
Os dois jogadores partilham o plantel palanquino com outros atletas também com vasta experiência, como são os casos de Lunguinha (30 anos), Bena e Amaro (31) e Nandinho (32).