Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Tramagal assume JGM do Huambo

05 de Janeiro, 2017

Agostinho Tramagal é o novo treinador do JGM

Fotografia: Jornal dos Desportos

O angolano Agostinho Tramagal é desde terça-feira, por duas épocas, o novo treinador da equipa do Clube Desportivo JGM, do Huambo, que este ano vai disputar pela primeira vez o Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão (Girabola Zap).

Agostinho Tramagal em 2016 tinha assinado um pré -acordo para comandar o conjunto no Torneio de Apuramento, sucede no cargo a Águas Zeca da Silva, curiosamente seu ex -  adjunto na Académica do Soyo, Académica do Lobito e  no 1º de Maio de Benguela.

Em nota enviada à Angop, a direcção do JGM informa que o novo treinador assinou contrato por duas épocas, e outra de opção, tem como principal objectivo manter a equipa na fina-flor do futebol nacional.

A saída de Águas Zeca da Silva, lê-se na nota, deve-se ao facto das partes estarem discordantes em algumas exigências, que o documento não esclarece.

Aos 51 anos de idade, José Alberto Agostinho, conhecido nas lides futebolísticas por Agostinho Tramagal, regressa ao Girabola Zap, três anos depois.
Do curriculum, na primeira divisão, constam passagens pelo Independente do Tômbwa, Atlético do Namibe, Petro do Huambo, Sagrada Esperança, 1º de Maio de Benguela, Desportivo da Huíla, Benfica de Luanda, Académicas do Lobito e do Soyo.

Também treinou na segunda divisão, foi responsável pelas subidas do Independente do Tômbwa, em 1992, Chicoil do Cuando Cubango, em 1998, e da Académica do Lobito, em 2010.

PLANTEL
Projecto e Gildo fragilizam Clube Recreativo da Caála


O médio extremo, Gildo, os laterais, Projecto e Adilson, titulares indiscutíveis nas duas últimas épocas, deixaram o Clube Recreativo da Caála, em Dezembro, por ter terminado o contrato.

Gildo, de 26 anos de idade, chegou ao Caála em 2014 proveniente do Petro do Huambo, clube que o formou,  transferiu-se para o Kabuscorp do Palanca onde assinou o contrato de dois anos, segundo confirmou à Angop..

O lateral esquerdo Projecto, de 27 anos de idade, estava no Caála desde 2012 proveniente da Académica do Soyo, vai representar o Progresso da Lunda Sul. O jogador  informou à Angop, no Huambo, que assinou contrato por duas épocas e uma de opção, no caso de bom desempenho.

Formado no Petro do Huambo, equipa que representou na segunda e primeira divisões, o lateral esquerdo também vestiu as cores do Benfica do Huambo, na segunda divisão, antes de ir para a Académica do Soyo.

O lateral direito Adilson, de 27 anos de idade, regressa ao Clube Desportivo da Huíla que o formou, de onde saiu em 2014 para o Caála. Em declarações afirmou que assinou contrato válido por duas épocas.

Quem também deixou o conjunto caalense é o guarda-redes Dadão, de 25 anos de idade, que  transferiu-se para o recém - promovido FC Bravos do Maquis, com quem  assinou contrato de dois anos.

Chegado ao Caála em 2016, proveniente do Sporting de Cabinda, o futebolista  representou também o Petro de Luanda, União do Uíge e Clube Desportivo da Huíla, porém, nunca se impôs nas balizas caálenses.

Além destes quatro, recentemente, o Clube Recreativo da Caála perdeu o seu maior goleador (Paizinho), que transferiu-se para o confrade do Libolo, por uma época e mais uma de opção.

Com futuro incerto, estão Landry (avançado) e Essombo (defesa central), titulares na época passada, enquanto o guarda-redes Carlos, outro titular, regressou a Portugal.