Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Treinador-adjunto afasta presso

25 de Abril, 2016

Paulo Figueiredo enaltece postura dos jogadores na vitria sobre o Recreativo da Cala

Fotografia: Jornal dos Desportos

A equipa do Progresso da Lunda Sul tem condições para fazer mais e melhor nos próximos jogos do Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, competição em que ocupa à sétima posição na tabela de classificação com 13 pontos, de acordo com o treinador-adjunto Paulo Figueiredo.

O antigo internacional dos Palancas Negras, que fez tais declarações sábado último, após o jogo diante do Recreativo da Caála, referente à 9ª jornada do Girabola Zap, em que os lundas venceram por 2-1, realçou que a equipa atravessa um bom momento competitivo, por isso, capaz de fazer muitos mais resultados positivos na competição.

Questionado sobre o desempenho dos lundas no duelo ante os caalenses, Paulo Figueiredo assegurou que a vitória por 2-1, no estádio das Mangueiras, em Saurimo, resulta do facto de a formação orientada por Kito Ribeiro ter jogado sem pressão, por ter sido superior ao adversário e por ter sabido aproveitar mais vezes as oportunidades de golos criadas nos 90 minutos.

 “Jogámos tranquilos e sem pressão, fomos superior ao adversário (Recreativo da Caála) e aproveitamos melhor as oportunidades criadas ao longo do jogo", disse o adjunto de Kito Ribeiro, que enalteceu o empenho, entrega e dedicação dos jogadores do Progresso da Lunda Sul no duelo ante o Recreativo da Caála.

Já o treinador do Recreativo da Caála, Alberto Cardeau, apontou a falta de concentração dos seus jogadores como estando na base na derrota diante do Progresso da Lunda Sul, a primeira desde que assumiu o comando técnico há quatro jornadas, em substituição de Luís Aires, que havia rendido Hélder Teixeira.

“Reagimos bem, mas o adversário (Progresso da Lunda Sul) teve muita força e acabou por tirar vantagem apontando dois golos. Faltou-nos concentração e atitude, os meus jogadores não souberam aproveitar as oportunidades criadas durante o jogo, foi uma partida em que venceu a formação com mais sorte e concentração. A Caála só deve queixar-se de si próprio”, sublinhou.