Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Treinador acerta no prognóstico

Benigno Narciso, no Lubango - 17 de Março, 2017

Mário Soares prometeu uma equipa à sua imagem a partir da quinta jornada

Fotografia: JA IMAGENS

E como promessa é dívida, o triunfo de 2-0, obtido na quarta-feira, no Lobito, diante da Académica local, em desafio pontuável para a sexta jornada da prova, o resultado e a exibição corresponderam ao prognóstico lançado por Mário Soares.

“Prometo um Desportivo ao meu jeito e a jogar como pretendo a partir da quinta jornada. A partir daí teremos já um Desportivo mais dentro daquilo que pretendo e com resultados”, referiu na altura o técnico da equipa afecta à Região Militar Sul.

O técnico justificou na altura a previsão de ter uma equipa à sua imagem, a partir da quinta jornada o facto de ter identificado o défice nos três sectores uma vez que actuavam de forma desestruturada.

Na ocasião, esclareceu que as fragilidades decorriam do facto de a equipa ter sido sujeita a efectuar à fase pré-competitiva dentro da competição, criando dificuldades na preparação do plantel.

Justificou que a contrariedade, decorreu do facto do Desportivo não ter realizado jogos de controlo em número necessário e contra adversários de “peso”, que dessem ao técnico ilações suficientes para as correcções e aperfeiçoamento que se impunham na pré-época.

“Esse inconveniente decorreu porque fizemos, não digo a pré-época, mas o período pré-competitivo dentro da competição. Tínhamos a equipa com os sectores totalmente desequilibrados. Essas lacunas ultrapassam-se com trabalho e tempo. Precisávamos de trabalhar a equipa no seu todo”, referiu.

Para debelar essas fragilidades e dotar a equipa de argumentos que se impunham, Mário Soares, implorou por tempo durante o qual redobrou o trabalho. A aposta recaiu para a busca de entrosamento, automatismos, transições e ligação das acções ofensivas entre a defesa, meio campo e ataque bem como na solidez e coesão defensiva.

Mário Soares mostrou-se sempre confiante no resultado do trabalho a curto prazo, dentro do tempo que definiu, isto é, até a quinta jornada da prova.
“Tenho de reconhecer que há sinais de poderemos ter uma equipa competitiva e fazer um campeonato tranquilo dentro daquilo que são os nossos objectivos”, manifestou na ocasião.

Com o triunfo diante da Académica do Lobito, os militares da Região Sul somam sete pontos na tabela geral de classificação e subiram alguns degraus, um bom prenúncio para as contas da luta pela permanência, objectivo definido pela direcção do grémio militar da Huíla.