Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Trsor Mputu pondera deixar Kabuscorp

Mrio Eugnio - 16 de Abril, 2015

Mdio ofensivo do Congo Democrtico ( direita) pode regressar em breve ao seu pas devido a sua atitude negativa no seio do plantel palanquino

Fotografia: Jornal dos Desportos

O Kabuscorp pode anunciar, nos próximos dias, a rescisão do vínculo contratual com médio ofensivo congolês democrático Trésor Mputu Mabi. O Jornal dos Desportos soube de fonte ligada ao clube do Palanca que o camisola 8 da equipa às ordens de Miller Gomes tem, de um tempo à esta parte, forçado a desvinculação do vice-campeão nacional.

A mais recente prova do acto de indisciplina, protagonizado pelo congolês democrático, aconteceu no jogo com o Progresso Sambizanga, referente à  nona jornada do Girabola 2015. Chamado a render Issama, aos 68 minutos, Trésor Mputu Mabi mostrou-se insatisfeito pelo facto de ter ficado no banco de suplentes.

Como forma de manifestar o seu descontentamento, conforme ainda a fonte que vimos citando, o médio ofensivo quando foi convidado por Miller Gomes a aproximar-se da zona do quarto árbitro, onde ia substituir o seu colega, chegou a ficar mais de seis minutos a atacar as botas, atitude repudiada depois pelo técnico na saída aos balneários.

Como se não bastasse, o jogador voltou a recusar-se a participar na sessão de treinos da última terça-feira, tal como sucedeu numa das sessões de preparação para o jogo com o Progresso Sambizanga e até agora não justificada. Deste modo, a direcção presidida por Bento dos Santos “Kangamba” pode decidir ceder a pressão exercida pelo jogador e dispensá-lo para regressar à  terra, onde há informações de que o TP Mazembe está disposto a recuperá-lo.

Consta, por outro lado, que a atitude de indisciplina do jogador tem causado um clima de mal-estar no seio do balneário da equipa.Alguns atletas têm reclamado sobre o tratamento diferenciado dado a Trésor, em detrimento dos restantes elementos do plantel. Uma situação que Miller Gomes vai ter a responsabilidade de gerir da melhor forma, para salvaguarda dos objectivos do grupo.

Outra das situações que podem estar por trás do clima de instabilidade que se vive no Kabuscorp prende-se, segundo a mesma fonte do clube do Palanca, com o atraso de prémios de jogos, com destaque para o da vitória sobre a Académica do Lobito, referente à terceira jornada do Girabola.

Trésor Mputu Mabi esteve no centro da maior transferência efectuada pelo Kabuscorp do Palanca, envolveu quase um  milhão de dólares. O jogador chegou ao Girabola com rótulo de atleta influente para a manobra da equipa, estatuto que não tem sido capaz de justificar ao cabo das duas épocas ao serviço dos palanquinos.