Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Trsor reala motivao

Paulo Caculo - 03 de Maio, 2017

Camisola 6 da lunda traduz sentimento da equipa antes do jogo com os tricolores

Fotografia: Nuno Flash| Edies Novembro

O Sagrada Esperança da Lunda Norte espera aproveitar o bom momento, a força colectiva e a solidez competitiva que atravessa no campeonato, para concretizar o objectivo de superar a nona posição, alcançada na época passada. Quem o diz é o capitão Trésor de Sousa.

De acordo com o médio diamantífero, a equipa não está focada na conquista do título, porque não foi traçado como objectivo, mas admite que se deixarem o Sagrada continuar na liderança até ao desfecho do Girabola Zap, o troféu pode ir para o Dundo.

\"Não estamos a falar em título. Queremos melhorar a nossa posição, na classificação. Mas isso não quer dizer, que não possamos vencer o campeonato, se for possível. Queremos vencer todos os jogos e se conseguirmos, podemos ser campeões\", disse.

Trésor deixou igualmente claro, que o grupo vive uma fase importante no campeonato, e não espera interrompê-la. Em face disso, o capitão dos diamantíferos afirma que a próxima meta é vencer o Petro, em Luanda, de formas a conservar a liderança do Girabola Zap.

\"O grupo está bem e a equipa está motivada. Acho, que temos feito um grande trabalho, graças ao nosso treinador, que procura montar muito bem a equipa, para vencer os jogos. Vamos jogar contra uma grande equipa, mas o objectivo é somar os três pontos. O Petro é sempre um candidato ao título,  vamos a Luanda para contrariar ao máximo\", garantiu Trésor.

O capitão considera, que a união é a palavra de ordem, que reina no balneário do Sagrada. Assegura que o grupo está concentrado, e \"extremamente motivado\" a fazer um grande jogo em Luanda, e regressar ao Dundo com os três pontos na bagagem. Sublinha, que manter intacto o ciclo ininterrupto de vitórias no campeonato, representa o principal propósito da equipa.

\"Todos os jogos são difíceis, e este frente ao Petro, tem o seu grau de dificuldades também. É claro que não esperamos facilidades, sabemos que o Petro vai fazer de tudo para vencer, mas também não estamos dispostos a perder. Vamos fazer o nosso jogo\", assegurou.

O capitão confessa não haver, no seio do plantel do Sagrada Esperança, algum jogador disposto a entregar os pontos de bandeja.

FUTURO
“Tenho grandes ambições”


O médio Trésor de Sousa cumpre o  último ano de contrato com o Sagrada Esperança. O capitão dos diamantíferos assegura estar disposto a renovar, mas garante que antes espera ver melhoradas algumas condições.

\"Sinto-me muito bem aqui, mas nada depende apenas de mim. Gostava de continuar na próxima época, mas tenho recebido outras propostas, e tudo vai depender das condições que o Sagrada tem para me oferecer\", esclareceu sem evasivas, o camisola 6 do conjunto às ordens de Ekrem Asma.

\"Acredito que estou a viver um bom momento de forma, quero aproveitar a fase para ajudar o Sagrada a concretizar os objectivos. Ser campeão é um sonho, mas ainda falta muito campeonato. Muita coisa ainda vai acontecer. Queremos estar na frente, entre os melhores\", acrescentou.

O médio, de 24 anos, chegou a estar próximo de representar o 1º de Agosto, mas questões burocráticas impediram-no de transferir-se para o Rio Seco. A acontecer, seria o consumar de um sonho antigo, de vestir a camisola de um dos clubes mais emblemáticos do país.

\"Neste momento estou apenas com a cabeça no Sagrada, e ainda não decidi sobre o meu futuro. Qualquer jogador gosta de representar um grande clube,  eu não fujo à regra, mas ainda tenho contrato. Não posso esconder que tenho grandes ambições na minha carreira, mas o futuro a Deus pertence\", rematou.
PC