Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Uigenses apoiam Santa Rita de Cssia

29 de Abril, 2019

Representante do Uge na Primeira Diviso enfrenta muitos problemas

Fotografia: Santos Pedro| Edies Novembro

Uma campanha de solidariedade, para minimizar as dificuldades financeiras do Santa Rita de Cássia FC, decorre desde 20 de Abril no Uíge, com o contributo da sociedade local, para ajudar a manter a equipa da província no Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão (Girabola Zap), soube-se do presidente do clube, Nzolani Pedro.
Segundo o responsável dos "católicos" uígenses, a iniciativa de contribuir com  alguns valores monetários por parte da população, visa encontrar soluções para minimizar as dificuldades financeiras da equipa, único representante do Uíge no Girabola Zap.
Embora seja tarde, para a população aderir à campanha, porque o campeonato está a chegar ao fim, disse que num período de poucos dias, o entusiasmo das pessoas permitiu  angariar mais 133 mil kwanzas, contabilizados até na segunda-feira, valor que aumenta, diariamente, de acordo com as contribuições que surgem.
A actividade de solidariedade vai expandir-se, em vários pontos da cidade e em todos os municípios da província, para que as pessoas que queiram dêem a sua ajuda à equipa, com qualquer valor ao seu alcance, 100, 200 aos mil ou mais kwanzas, referiu e explicou que a referida contribuição possa ir até às próximas semanas.
Nzolani Pedro recordou, que o gesto de solidariedade não é o primeiro, visto que antes do inicio do Girabola Zap 2018/2019,  o Banco BIC ofereceu 36 milhões de kwanzas e o governo da província do Uíge dois milhões.
Adiantou, que os valores alcançados na primeira fase não foram suficientes para suprir as dificuldades da equipa até este momento, e por isso, surge a necessidade de encontrar mais apoios.
Reconheceu que Uíge é um celeiro do desporto, e por isso, o Santa Rita apareceu a 29 de Agosto de 2015 para dar sequência ao passado do futebol na província e continuar a representar a região,  na prova maior da modalidade no país.
Actualmente,  o clube controla 26 jogadores, informou e acrescentou que caso as condições financeiras melhorem, o número de atletas pode aumentar, visto ser sempre a ambição da equipa  a manutenção no Girabola Zap, apesar das dificuldades enfrentadas.
À propósito, Edlânya Fernandes, adepta do 1º de Agosto, afirmou que a iniciativa de solidariedade  para com o Santa Rita é positiva, porque visa encontrar melhores soluções para  manter a equipa nos jogos da Primeira Divisão Nacional.
Quanto a Jacinto Capitão, do Petro de Luanda, refere, que embora seja tarde relativamente à iniciativa da solidariedade, porém, vai cada vez mais encorajar os jogadores para darem tudo quanto possível nos últimos jogos,  para que a equipa continua a representar a província no Girabola Zap.
Eliseu Gerão, igualmente adepto do 1º de Agosto, reafirma que vai continuar a solidarizar-se com a equipa da Santa Rita de Cássia para manter-se nos jogos do Girabola Zap, enquanto que o adepto do Santa Rita, Joaquim Fernando, defende que a iniciativa de contribuição para a sua equipa é boa.
O Santa Rita de Cássia FC defrontou e perdeu no sábado, por -1-0, no Estádio 4 de Janeiro, diante do Petro de Luanda,  jogo a contar para a 28ª jornada do Girabola Zap 2018/19.

NO UÍGE
Técnico do Petro previu  pressão


O treinador do Petro de Luanda, António "Toni" Cosano, admitiu no sábado, na cidade do Uíge, já que perspectivava um jogo complicado com a equipa de Santa Rita de Cássia FC, a contar para 28ª jornada do Girabola Zap, dados os diferentes objectivos dos dois clubes no campeonato.
O técnico falava à imprensa, no final do jogo a contar para a antepenúltima jornada do Girabola Zap 2018/19, referiu que o Petro de Luanda pretendia os três pontos e sabia também, que a equipa de casa precisavam de vencer o jogo para manter as ambições.
Segundo o técnico espanhol, o mau estado do campo, acompanhado de chuva que caiu antes e durante a partida, tornou a relva pesada, mas a equipa teve de contornar a situação e conquistar os três pontos.
"Esses três pontos são muito importantes para relançar a luta pelo título e fazer pressão ao 1º de Agosto", afirmou.
O golo da vitória tricolor foi marcado pelo atacante Tony. O brasileiro precisou de apenas de seis minutos,  para garantir ao Petro de Luanda um triunfo importante frente à Santa Rita de Cássia do Uíge, jogo a contar para a 28ª jornada do Girabola Zap 2018/19, que se disputou no Estádio 4 de Janeiro, no Uíge.
Agora com 57 pontos, na segunda posição da competição e com  menos um jogo, os tricolores estabelecem a pressão ao líder 1º de Agosto.