Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Vim para ser campeo

Paulo Caculo - 19 de Setembro, 2017

Camisola 20 do Petro de Luanda manifesta satisfao pela rpida adaptao ao campeonato angolano

Fotografia: Jornal dos Desportos

Diney Costa representa a imagem clara do enorme optimismo que norteia o balneário do Petro de Luanda. O médio brasileiro contratado em Junho pelos tricolores, tendo em vista o reforço do meio-campo na segunda volta do Girabola Zap, acredita que pode ser campeão no seu primeiro ano em Angola.

O experiente jogador que se estreou a marcar no embate frente ao Recreativo da Caála, na 23ª jornada, confessou a sua total satisfação pelo facto de ter conseguido uma rápida adaptação a um futebol e campeonato muito diferente do brasileiro. \"Cheguei na segunda volta do campeonato e tive pouco tempo, mas tentei me adaptar o mais rápido possível ao futebol angolano. É um pouco diferente do brasileiro, que é de mais força e intensidade. Tenho tentado fazer as coisas que o treinador pede e graças a Deus as coisas têm dado certo, principalmente porque começamos a ganhar jogos e estou tranquilo\", disse, referindo-se à sequência de vitórias alcançadas após a sua chegada.

O actual camisola 20 dos tricolores, confessa que a vontade de vencer o campeonato é enorme e garante que consegue notar isso também no seio de todos os jogadores do plantel, com destaque para equipa técnica às ordens do compatriota Beto Bianchi.\"A grande vontade é de vencer todos os jogos. Acho que o facto de entrarmos para o jogo apenas com o objectivo na vitória tem ajudado muito. Nunca jogámos para empatar, como algumas pessoas quiseram fazer crer no jogo com o 1º de Agosto.

O espírito é de vitória\", assegura o médio.Diney Costa considera não ter qualquer dúvida em relação aos objectivos que o prendem em Angola e ao serviço do Petro de Luanda. Reitera o desejo de conquistar o título do campeonato angolano, embora admita ser uma tarefa árdua de materializar, sobretudo a julgar pela enorme disputa no topo da classificação.

\"Já tracei o meu maior objectivo: é ser campeão! Não adianta jogar bem, ganhar jogos sem ter um objectivo. Temos de acreditar, estamos a vestir uma camisola muito importante e queremos jogo a jogo fazer o nosso percurso. Com muito trabalho a gente vai conquistar o nosso objectivo\", destacou.

O médio sublinha, por outro lado, ser importante ao Petro de Luanda fazer o seu campeonato, sem olhar para os adversários. Acredita que a melhor receita para se ser campeão será ganhar os próximos jogos que restam para o desfecho do Girabola Zap e aguardar que o crónico rival na luta pelo título perca pontos.\"Acho que a gente tem de ganhar os nosso jogos e não temos de pensar nos adversários. Não adianta querermos ganhar todos os jogos, sem pensar num de cada vez. O mais importante será sempre vencer o jogo mais próximo\".

CONSTATAÇÃO
Diney considera Girabola  competitivo


Os níveis de competitividade verificados na segunda volta do Girabola Zap, em que a enorme disputa pelo título de campeão assume cenário imprevisível, agradam ao médio Diney Costa. O brasileiro admitiu que não esperava encontrar um campeonato tão difícil e equilibrado.

“Quando cheguei ao campeonato angolano, decorria a segunda volta, mas não tive tempo para conhecer todas as equipas. Hoje e após alguns jogos tenho a real noção do nível de campeonato em que estou a jogar. Tenho visto uma competição muito boa”, esclareceu.
“O campeonato superou as minhas expectativas ao nível do espectáculo. Tem grandes equipas e o nível de disputa é elevado.    Viemos de outra realidade e se não nos enquadrarmos, não conseguimos ter sucesso.

As pessoas pensam que é só chegar aqui e ter sucesso. Não. É um campeonato muito forte e que respeito muito”, afiançou.Diney Costa diz que a expectativa de ser campeão é enorme no seio do Petro de Luanda. Revelou que o ambiente no Catetão é bom e encaram a conquista do título com muita seriedade e responsabilidade.

“Estamos a pensar nisso jogo a jogo. Queremos fazer as coisas certas, para ver se conseguimos alcançar os nossos objectivos. O campeonato está em aberto e o acho muito bonito e interessante ver os estádios lotados, algo que no Brasil nem sempre está a acontecer. É bonito ver as famílias e as crianças no estádio”.

REGULARIDADE
Médio brasileiro
conquista balneário


Diney Costa é mais um dos exemplos claros de aposta de sucesso no Petro de Luanda. Desde que chegou à equipa e integrou o \"onze\" de Beto Bianchi, o médio venceu a concorrência e pegou de estaca a titularidade, estando entre o grupo restrito de jogadores regulares nas apostas iniciais do treinador.

O médio é mais uma aposta acertada dos tricolores em jogadores provenientes do exterior do País, depois de Tiago Azulão e Tony, outros dois brasileiros com lugares de destaque no plantel de Beto Bianchi.O jogador não esconde o sonho de vir a sagrar-se campeão este ano em Angola. Confessa que respeita os objectivos traçados pelo clube, para esta época, mas garante que todo o jogador que se preze, gosta de conquistar títulos em qualquer campeonato.