Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Yano continua a contas com leso

Avelino Umba - 01 de Novembro, 2018

Jogador sambila pode ficar fora dos relvados por mais trs ou quatro jornadas

Fotografia: Edies Novembro

A equipa do Progresso Sambizanga pode ficar privada por mais algumas jornadas da sua mascote, o avançado Yano, devido a uma micro ruptura na coxa esquerda, uma situação que preocupa a equipa técnica e a direcção do clube, segundo informação  avançada ontem, ao Jornal dos Desportos, por uma fonte ligada ao grémio sambila.
\"Devido a uma micro ruptura na coxa esquerda que o Yano padece, tudo indica que o mesmo vai ficar por algumas jornadas fora das contas do treinador Hélder Teixeira. Por esta razão, apesar de trabalhar de forma condicionada, o jogador está entregue ao departamento médico para os devidos tratamentos\", explicou a fonte.
Face a situação que o sector atacante do Progresso atravessa, alguns membros do clube defendem que a direcção liderada por Paixão Júnior deve, com máxima urgência, criar condições para a contratação de mais um ponta-de-lança, que possa substituir, numa primeira fase, e concorrer com o Yano, para que a equipa técnica não venha a depender exclusivamente do capitão.
Apesar disso, o trabalho não pára nas hostes sambila. Ou seja, digerido que está o empate caseiro (1-1) no baptismo ao Saurimo FC, a equipa às ordens de Hélder Teixeira, prepara com todo o gás a deslocação à província de Cabinda, onde defronta amanhã, o Sporting local, para a segunda jornada do Girabola Zap 2018/2019.
O empate no início  do campeonato não agradou Hélder Teixeira. Segundo ele, a equipa dominou o jogo, mas pecou pela falha defensiva e aproveitada pelo adversário.
\"O primeiro jogo faz parte do passado, embora se reconheça, um empate com sabor amargo, por aquilo que se passou em campo. É princípio de época, a equipa vai continuar a trabalhar de formas a poder melhorar aquilo que pretendemos em campo, pois estamos ainda na fase de melhorar muita coisa\", frisou.O treinador lamentou a sangria que a sua equipa sofreu no fim da época, com a saída de sete jogadores titulares, bem com o facto de Yano estar lesionado.
\"A nossa equipa sofreu uma sangria, pois saíram sete jogadores fundamentais na manobra da equipa. A par disso, temos o Yano, que está a padecer de uma micro ruptura na coxa esquerda. Isso pesa-nos bastante. Estamos a construir uma outra equipa, com jovens vindos de outras paragens, com realce ao Real Sambila, e os juniores da equipa B do clube. É com eles que vamos continuar a trabalhar e potenciá-los, de forma a fazermos um campeonato tranquilo\", disse.
Quanto ao jogo de sábado, em Cabinda, o treinador sambila assegurou que a sua equipa trabalha com o mesmo objectivo: vencer.
\"Apesar do empate em casa, a rapaziada não baixou a cabeça. No seio da equipa, o ambiente é de alegria. Todos trabalham com a mesma determinação e objectivo, ou seja, em busca dos três pontos\", referiu.