Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Girabola

Zoran Maki confirma fim do vnculo

03 de Novembro, 2018

Zoran Maki agradeceu a oportunidade dada pelo presidente do clube e todo o elenco com quem trabalhou.

Fotografia: Edies Novembro

Zoran Maki confirmou, que não chegou a acordo com a direcção do 1º de Agosto, para a renovação do contrato para mais dois anos e a melhoria salarial, daí as partes desfazerem o vínculo, que durou apenas uma época.
Com uma folha de serviço respeitável na época finda, conquista do título do Girabola Zap e atingir às meias-finais da Liga dos Clubes Campeões Africanos, o técnico revelou, em conferência de imprensa realizada na sede do clube, na passada quinta-feira, o fim do casamento.
Sem remorso, o ex-timoneiro militar desejou êxitos a sua ex-equipa em todas as competições em que participar. \"Não chegámos a acordo, mas paciência. A vida continua\", disse com sentimento do dever cumprido.
\"Desejo a maior sorte do mundo ao 1º de Agosto e que continua a ser um grande clube. Espero que, no próximo ano, chegue à final da Liga dos Clubes Campeões e ganhe. Também quero que volte a conquistar o Girabola. Do meu lado, darei continuidade á carreira de treinador de futebol, que já tem 18 anos\", disse o técnico.
Zoran Maki manifestou a sua tristeza por deixar o 1º de Agosto, ao mesmo tempo que sente-se orgulhoso, por ter feito uma campanha auspiciosa na Liga dos Clubes Campeões. \"O sentimento é triste, quando um treinador deixa um clube, mas estou muito orgulhoso\", sublinhou.
\"Enquanto jornalistas, as vossas opiniões podem ser diferentes. Uns dizem que é normal, quando há quem diga que é fraco. Só que os factos ninguém apaga. Chegar às meias-finais com um clube que, à partida, não dava nada por ele, é motivo de orgulho. Foram eliminados o Wydad de Marrocos, último campeão africano, o Mamelodi Sundows, outro grande clube\", recordou o técnico de 57 anos.
O sérvio, que conquistou dois títulos no Girabola e conseguiu prestações bastante positivas nas Afrotaças, disse que \"depois de ter trabalhado em três clubes, Kabuscorp do Palanca, onde fui campeão, no Sagrada Esperança, onde fiz um resultado histórico, ao chegar aos oitavos-de-final da Taça Nelson Mandela, e no meu ponto de vista, no melhor clube de Angola, que é o 1º de Agosto, só posso estar orgulhoso\", afirmou.
Zoran Maki desvalorizou a forma como a equipa foi eliminada pelos tunisinos nas meias-finais da Liga dos Clubes Campeões e agradeceu a oportunidade dada pelo presidente do clube e todo o elenco com quem trabalhou.
\"O Esperance de Tunis não nos eliminou. O 1º de Agosto é conhecido e em peso em África.