Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

1º de Agosto estreia seis jogadores

Jorge Neto - 09 de Fevereiro, 2017

Apesar destes jogadores serem estreantes nas eliminatórias africanas, o actual plantel militar conta outros nomes com vasta experiência

Fotografia: José Cola

Dos jogadores que compõem a lista dos convocados da equipa do 1º de Agosto, seis vão fazer a sua estreia nas Afrotaças, amanhã às 16h00 no Estádio Phillip Omondi, desafio com a formação do Kampala City Council FC, a contar para a primeira mão da preliminar de acesso à  fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.

Trata-se do defesa central Bobó, o médio -trinco Macaia, o avançado Geraldo e os médios ofensivos, Gogoró, Nelson e Medá, que jogam pela primeira vez na mais alta roda do futebol africano, à nível de clubes. Bobó assinou com o Kabuscorp do Palanca e nunca antes alinhou nas Afrotaças, esta a sua primeira experiência. Em relação a Macaia, vem do Benfica de Luanda, tem o quadro semelhante.

Geraldo, é um dos nomes do actual plantel dos campeões nacionais, também tem a primeira oportunidade de jogar numa competição africana, dado que é o primeiro clube que representa no Girabola Zap, desde o ano passado. Tal como em 2016, esta época o camisola 11 foi o primeiro jogador do 1º de Agosto a marcar numa competição.

No ano passado, rubricou sete golos, e pode repetir a proeza fora de portas. Apesar da pouca experiência nas Afrotaças, espera-se que o jogador esteja ao mais alto nível, para ajudar o conjunto rubro -negro a chegar mais longe possível nesta competição, que rende receitas para os cofres do clube.

Gogoró e Nelson, jovens formados no 1º de Agosto, demonstram uma grande evolução e têm nas Afrotaças  um palco para provar isso. Fazem as suas estreias, e podem ser decisivos, pois são jogadores que criam espaços próximos da grande área, e aparecem a finalizar em algumas ocasiões. Aliás, Gogoró marcou dois golos no Girabola Zap 2016, enquanto Nelson ficou em branco, mas teve nos pés oportunidades para visar as balizas adversárias.

Em relação a Medá, a  folha de serviço no que toca as competições africanas pode  deixar de estar em branco, caso seja utilizado amanhã pelo técnico -adjunto Ivo Traça, que orienta a equipa na ausência do técnico principal, Dragan Jovic, que se encontra na Sérvia pelo falecimento da mãe.

Apesar destes jogadores serem estreantes nas eliminatórias africanas, o actual plantel militar conta outros nomes com vasta experiência nestas lides, e que certamente servem de alicerce para a equipa atingir os objectivos, casos de, Tony Cabaça, Dany Massunguna, Isaac, Natael, Ibukun, Buá, Paizo, Vado, Mingo Bile, Manucho Diniz, Julião e Sargento.
JN