Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

1 de Agosto pode falhar revalidao

Joaquim Suami, em Cabinda - 17 de Janeiro, 2017

Militares folgam e torcem por derrota ou empate do Sagrada Esperana com o Progresso da Lunda Sul

Fotografia: Jornal dos Desportos

A formação Dom Bosco de Benguela, líder da série A com 7 pontos,  está qualificada para os quartos-de-final do Campeonato Nacional de Futebol de Sub-20 que decorre em Cabinda. A equipa do 1º de Agosto tem seis pontos, pode ficar afastada da prova, caso o Sagrada Esperança (4º/4) vença o Progresso da Lunda Sul (último/0) e o Real Sambila empate ou não perca por número  igual ou superior a três golos, no jogo da última jornada diante da formação benguelense. 

Os militares terminaram a primeira fase da prova com duas vitórias, e igual número de derrotas, somam seis pontos, os mesmos que o Real Sambila. Contudo, os sambilas estão melhor posicionados que o campeão em título.
Ou seja, basta que consigam um empate ou mesmo uma derrota até 2-0, para continuar em prova, porque neste momento tem vantagem no "goal average" (9 -5 contra 10 -8).

Assim, o Real Sambila também com seis pontos na tabela de classificação, um empate basta no desafio desta tarde, às 15h00, no Estádio do Tafe, no jogo com a formação de Dom Bosco de Benguela, para evitar fazer contas, em caso de derrota.

Entretanto, a matemática pode salvar o 1º de Agosto e o Real Sambila, caso o Sagrada Esperança, 4º classificado com  quatro pontos, perca ou empate com o lanterna vermelha da série A, o Progresso da Lunda Sul, no  desafio que acontece igualmente hoje, às 15h00, no campo do Chibodo.  Com este cenário de previsão, os diamantíferos ficavam com os mesmos quatro  pontos (em caso de derrota) ou com cinco (em caso de empate) e não atingiam a pontuação dos militares e dos sambilas.

Na série B, a Academia de Futebol de Angola (AFA), com nove pontos, tem a tarefa mais facilitada para passar para os quartos-de-final. O grémio do Morro Bento defronta amanhã, às 8h00, no Estádio do Chibodo, o Brilhante do Simulambuco, que possui três pontos. A equipa de Cabinda tem poucas chances de arrancar uma vitória diante da formação luandense.

Na outra partida, que vai opor o Atlético do Namibe ao Ferroviário da Huíla, a disputar-se, às 15h00, no campo do Tafe, o conjunto namibense tem  mais possibilidade de conseguir os três pontos, para atingir os quartos-de-final, dada a qualidade técnica dos seus jogadores. O Semba FC, com quatro pontos, folga na jornada e espera por uma escorregadela do Brilhante do Simulambuco e do Ferroviário da Huíla para seguir em frente da prova.
No grupo C, as formações do Recreativo da Caála e da Académica do Lobito são as favoritas à passar para outra fase da competição.

Os lobitangas, com seis  pontos, e os caalenses, com quatro, defrontam-se hoje, no Estádio do Tafe, a partir das 8h00, desafio pontuável para a quinta jornada. Em caso de vitória, a Académica cimenta a liderança do grupo e caso perca permite  a Caála liderar a série e seguir em frente da prova.  O Benfica de Cabinda e AKC do Cunene, sem possibilidades de continuar no campeonato, jogam hoje, às 8h00, no campo do Chibodo, para cumprir calendário.

AVALIAÇÃO
Nível competitivo agrada aos técnicos


O técnico do Recreativo da Caála, Lazaro Cardoso, elogio o nível competitivos do Campeonato Nacional de Futebol de Sub-20, que decorre em Cabinda, bem como a prontidão da comissão organizadora da prova.

“A competição está a correr bem, sem nenhuma complicação. A organização está perfeita, sem constrangimentos, até ao momento não temos motivos de queixa. Em termos competitivos, os jovens cada um está a dar o seu melhor e o que estamos a ver são bons jogadores.

As equipas têm excelentes atletas e no futuro teremos jogadores de qualidade para o escalão sénior e para a selecção”, disse, referindo que os clubes estão a desenvolver um excelente trabalho na formação de jogadores e o que está a ser visto na prova, demonstra que os clubes estão empenhados na formação.

“Estamos a trabalhar a sério para o futuro dos clubes e das selecções nacionais de Sub- 23 e de honras. O principal objectivo do Recreativo da Caála é de conquistar o troféu desta competição, por isso estamos em Cabinda. Estamos aqui para competir de igual para igual com todos os nossos adversários. Estamos nesta competição com ambição de ganhar o título”, precisou.

Para o técnico do Atlético do Namibe, José Viera Ngato, o Campeonato Nacional está com um nível competitivo aceitável, o que demonstra que os clubes estão a trabalhar para o bem do futebol angolano.

“Estou há 16 anos nos escalões de formação e nunca vi um campeonato tão competitivo como este. Este campeonato está muito forte e os clubes angolanos estão num bom caminho, no que diz respeito a formação de atletas. Se os clubes continuarem com os programas de formação, teremos o futuro garantido para as equipas angolanas”, disse.

O técnico do Semba FC, Agostinho Gomes, disse que apesar das dificuldades de alimentação e de material desportivo que a formação que orienta atravessa, o campeonato está bastante competitivo e a sua agremiação tudo vai fazer para lutar até ao fim da prova.

“Estamos a trabalhar com dificuldades e sem alimentação. Há momentos em que os atletas jogam sem comer, mas à vontade de participar nesta prova existe, porque queremos fazer história”, disse.


CABINDA
Atletas visitam
locais turísticos


A folga colectiva que se observou ontem, depois de quatro jogos consecutivos, permitiu aos jogadores e demais integrantes das 14 formações que participam no Campeonato Nacional de Futebol de Sub-20, em Cabinda, efectuar uma visita turística à região, em companhia da governadora Aldina Matilde Barros Katembo.

A visita proporcionada pela governadora teve como objectivo proporcionar aos jogadores e responsáveis dos clubes, momentos de lazer e  conhecer os principais locais turísticos da província de Cabinda.

A província de Cabinda possui encantos turísticos que atraem muitos turistas que visitam a região, dos quais o Centro Cultural Chiloango, Museu, Biblioteca Municipal, Tratado de Simulambuco, Cemitério dos Nobres, local de embarque de escravos, Estação de Captação de Água do Malembo, fronteira do Yemba e do Massabi, a densa floresta do Maiombe e o Risort do Miconge.

Cabinda possui ainda o pântano de Lândana, na foz do rio Chiloango, lagoa de Sassa Zau, lagos de Manenga e do Tchúquissi, as praias de Lândana, Chinga, Fútila, Malembo, Mandarim, Cabassango, Capela, Buco Mazi, Caio Litoral e Chiazi.  A jornada de ontem, proporcionada pela governadora Aldina Katembo, encantou os jogadores e responsáveis dos clubes presentes em Cabinda.
JS

TORNEIO INFANTIL
Taça “Cidade de Luanda”
movimenta Zango I

A primeira edição da Taça "Cidade de Luanda" em futebol na categoria de Sub-13, uma organização da Escola de Futebol do Zango, em alusão ao 441º aniversário da cidade capital, disputa-se nos dias 21 e 22 do corrente (sábado e domingo), no campo 5 de Novembro, comuna de Calumbo, município de Viana, informa um comunicado da comissão organizadora, chegado ontem à nossa Redacção.

O torneio vai ser disputado por quatro formações, sendo três do município de Viana e uma do Cazenga. Trata-se da Escola de Futebol do Zango (anfitriã), Barcelona do Calumbo, 27 de Setembro do Zango I e Dragões Escola FC da Madeira.  Dragões da Madeira e 27 de Setembro do Zango I, segundo o comunicado da comissão organizadora, jogam às 8h00, na abertura do torneio, enquanto que Escola de Futebol do Zango e Barcelona do Calumbo medem forças às 9h30, no segundo duelo do dia.

Os vencedores dos jogos de sábado, de acordo com o regulamento do torneio, vão defrontar-se na final, marcada para domingo, às 9h30, ao passo que os vencidos jogam às 8h00, pela classificativa do terceiro lugar.

A comissão organizadora do torneio em alusão ao 441º aniversário da cidade de Luanda vai distinguir o melhor marcador, melhor guarda-redes, melhor jogador e a equipa fair play.  As equipas participantes, segundo o regulamento do torneio, devem inscrever 18 jogadores, dois treinadores e igual número de dirigentes.