Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

1 de Agosto sem Ary Papel

Betumeleano Fero - 13 de Setembro, 2018

Atleta de 24 anos de idade na ltima poca ao servio do 1 de Agosto apontou 12 golos em 21 jogos

Fotografia: kindala Manuel | Edies Novembro

O regressado Papel está fora das opções do 1º de Agosto, na eliminatória com o TP Mazembe, referente aos quartos de final da Liga dos Campeões Africano. O Jornal dos Desportos soube de fonte segura,  que os regulamentos da CAF não permitem a inscrição de reforços, a esta etapa das competições africanas, pelo que o atleta não tem  hipótese de fazer a sua estreia, na milionária prova africana.
O nosso interlocutor revelou, que a Confederação africana estabeleceu dois períodos de inscrição, \"uma, vigora até antes do início das Afrotaças, a outra, depois dos oitavos de final\", mas em ambos o 1º de Agosto não avançou com a inscrição do atleta.
Agora, que a Champions e a Taça da Confederação chegaram aos quartos de final, nenhum dos competidores tem hipóteses de inscrever novos jogadores. \"Nessa fase, é impossível, porque os prazos estabelecidos pela própria CAF foram vencidos, não há mais como contornar a situação\", argumentou.
O 1º de Agosto manifestou a \"intenção\" de utilizar Papel, no jogo deste sábado, mas a nossa fonte assegurou que a teoria nunca vai tornar-se prática, pois, a entidade máxima do futebol no continente vai apegar-se à regra, em vez da excepção. Para dissipar as dúvidas, a FAF não enviou a CAF nenhum expediente relacionado com o atleta cedido por empréstimo pelo Sporting de Portugal. Por ser filiado da Confederação, é a Federação que resolve as questões administrativas dos clubes junto daquela entidade. Sempre que queiram fazer inscrições, é obrigatório que as equipas remetam o seu expediente ao seu órgão reitor, que por via do seu Conselho Técnico, trata tudo com a Confederação, explicou a fonte que estamos a citar. \"É a FAF que faz as inscrições, se houvesse um processo do atleta em causa, em curso, esse teria de passar pelas mãos da Federação, mas nada disso aconteceu\", esclareceu.
A ausência de Papel das opções para a Champions, parecia previsível para o 1º de Agosto, pelo menos, é o que deixou transparecer o presidente Carlos Hendrick, na entrevista transmitida em directo, na página de Facebook do clube, no dia 5. O dirigente falou do pedido por escrito à Confederação, mas foi realista: \"solicitamos à CAF para abrir uma excepção, acho que não vai ser possível\".
O dirigente máximo do clube militar aproveitou a entrevista, para \"esclarecer e evitar más interpretações\", relacionadas com o empréstimo de Papel. Sublinhou, que a porta de regresso foi aberta ao atleta, \"foi ele que nos contactou e mostrou desejo de vir\", o passo seguinte, do 1º de Agosto, foi contactar o Sporting que concordou de imediato.
Os leões estavam empenhados em emprestar o jogador, nenhum dos interessados despertou simpatia pelo atleta angolano, pois, este estava inclinado a regressar. \"Eles estavam à procura de um clube, mas o Papel não concordou com as propostas que o Sporting tinha\", esclareceu.

RECEPÇÂO
Militares redobram
prontidão

A melhoria dos aspectos técnicos e tácticos, consubstanciados no domínio de bola, passes, remates e desmarcações, marcaram as sessões de treino do 1º de Agosto, com vista a superar o TP Mazembe da RDC, no sábado às 17h00 no Estádio 11 de Novembro, jogo a contar para a primeira “mão” dos quartos -de -final da XXII edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos.
Com o grupo a demonstrar confiança e a trabalhar bastante motivado, Zoran Maki procura retirar o melhor rendimento dos campeões nacionais, no campo França Ndalu, para anular o adversário, um tradicional nestas andanças.
A conferência de imprensa, para o lançamento do desafio, assim como os pormenores sobre a organização da partida, acontece na quinta-feira, nas instalações do Quartel do ex-RI-20.            
Quanto ao TP Mazembe, da República Democrática do Congo (RDC), tinha a chegada para ontem, quarta-feira, em Luanda.
Os visitantes chegam em um voo da companhia aérea nacional de bandeira, TAAG, proveniente de Lusaka, Zâmbia, com uma delegação oficial de 30 pessoas, composta por atletas, oficiais e chefe da comitiva.
Na sexta-feira à tarde, a equipa congolesa democrática efectua o treino de reconhecimento à relva do Estádio Nacional 11 de Novembro. Antes, o TP Mazembe realiza mais duas sessões de treino.
Para este encontro, a Confederação Africana de Futebol (CAF) indicou um quarteto de árbitros de Marrocos, chefiado por Rédouane Jiyed, que tem a chegada marcada igualmente para o mesmo dia. Rédouane Jiyed tem como árbitros assistentes, Yahya Nouali e Essam Benbapa, enquanto Hicham Tiazi é o quarto juiz.
O TP Mazembe foi o primeiro classificado do grupo B, com 12 pontos, enquanto o 1º de Agosto ocupou a segunda posição do grupo D, com nove pontos.
A segunda “mão” disputa-se no dia 21, às 16h00, na cidade de Lubumbashi, RDC.