Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

1 de Junho novo campeo

15 de Junho, 2019

Misto do Huambo (10 pontos) e a seguir o Misto de Benguela ( 8 pontos ), de Dezembro do Moxico ( 7pontos ), Misto de Malanje (4) e Kadaff da Funda (1).

Fotografia: Jornal dos Desportos

Disciplina defensiva e eficácia no ataque determinaram a vitória de 2-0,  do 1 de Junho frente ao Misto do Huambo e a consequente conquista do Campeonato Nacional de futebol para amputados, que se disputou em Benguela.
O técnico dos campeões, Pedro Luís, ao prestar declarações à imprensa, disse que foi um campeonato bem disputado, pois, até às derradeiras jornadas,  não se sabia quem seria campeã.
O treinador reiterou a estratégia de \"travar\" o ímpeto atacante do adversário, liderado pelo campeão do mundo (México2018) José Candeeiro,  maximizar o jogo ofensivo da equipa que resultou em dois golos marcados e nenhum sofrido.
Francisco Amado \"Paizinho\", da equipa campeã, com seis golos, foi o melhor marcador da competição, enquanto Manuel Lando foi o guarda-redes menos batido, ambos evoluem  no 1 de Junho. A organização atribuiu o troféu de melhor treinador a Pedro Luís (1 de Junho de Luanda), equipa \"fair-play\" (Misto de Malanje). Isaac Ngunza foi considerado o melhor árbitro.
Antes da disputa do Campeonato Nacional, o Misto do Huambo conquistou a Supertaça,  ao vencer o 1 de Junho de Luanda, por 4-2, prova que se disputou  igualmente em Benguela. A classificação geral definiu para o primeiro lugar , o 1º de Junho de Luanda  com  12 pontos, em segundo ficou o  Misto do Huambo  (10 pontos) e a seguir o Misto de Benguela  ( 8 pontos ), de Dezembro do Moxico ( 7pontos ),  Misto de Malanje  (4) e Kadaff da Funda (1).