Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

1. de Maio e Williet buscam primeira vitria

21 de Setembro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

O derby 1.º de Maio - Williet está a ser aguardado com um vivo interesse nas terras das acácias rubras. Separados por um ponto, as duas equipas benguelenses ainda não sentiram o sabor da vitória esta época na maior prova futebolística do país, e esperam consumar hoje este desejo.Para o jogo desta tarde, às 15h30\', no Estádio de O\' mabaka, os técnicos das duas equipas prometeram, em entrevista a Rádio Cinco, espectáculo e tudo fazerem para terminarem com a seca de vitória. Vencer é aposta dos dois treinadores.Paulino Júnior, reconhece a necessidade dos proletários deixarem a última posição, por isso defende que o único resultado que interesse a equipa é a vitória, mas adverte que num derby por vezes vaticinar vencedor é bastante complicado.

\"É um jogo em que tudo pode acontecer. Ainda não vencemos esta época e queremos fazê-lo nesta jornada. Reconhecemos que não será fácil, mas neste momento fala mais alto a motivação e a crença dos atletas ganharem o jogo\", realçou.Do lado do caloiro Williet, Agostinho Tramagal assumiu, que a palavra de ordem no balneário é a vitória, não obstante admitir que num derby torna-se difícil apontar favorito. Realçou, que nestes jogos os atletas têm estímulos extras, que podem alterar completamente qualquer resultado. \"Estamos cientes que o nosso percurso não tem sido dos melhores, mas estamos confiantes e acreditamos na inversão dos últimos resultados. Queremos vencer e vamos entrar em campo com esta disposição\", sublinhou.       

As duas formações vêm de uma derrota “extramuros”. O 1o de Maio perdeu diante do Cuando Cubango FC, por 1-3, o mesmo aconteceu com o Williete SC, diante do Sporting de Cabinda (0-2), para desânimo das respectivas direcções, que esperam “minimizá-la” no desafio de logo mais, pelo que prometem prémios adicionais em caso de triunfo. É o renovar da confiança e força competitiva dos referidos contendores. De resto, ambas prometem vitória, apesar de reconhecerem a complexidade  da materialização desse mesmo desiderato. Afinal, grande parte dos jogadores, técnicos e dirigentes do Wiliete fizeram escola no grémio proletário.