Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

1 de Maio quer dignificar Cidade das Accias Rubras

Jlio Gaiano, em Benguela - 12 de Agosto, 2019

Equipa do 1 de Maio estreia-se no prximo sbado frente a Acadmica do Lobito no Estdio do Ombaka

Fotografia: Dombele Bernardo

O Estrela Clube 1º de Maio de Benguela definiu como prioridade, para o Girabola Zap2019/20, dignificar o futebol da província. Os proletários almejam, acima de tudo, fazer um campeonato longe das intempéries, que acossaram o emblema da cidade das Acácias Rubras nas últimas épocas e figurar entre as 10 melhores equipas da prova. Para já, este é um dos grande propósitos que traçou a direcção da clube da Rua Domingos do Ó e que encontra respaldo na equipa técnica e jogadores. Aliás, este propósito ficou patente no último jogo-treino disputado frente ao Paulo FC do Dande (Bengo), que serviu de apresentação do plantel para a disputa do GirabolaZap 2019/20. Na verdade, foi uma autêntica festa da bola, que se viveu na tarde (e noite) do último sábado. Muita gente acorreu ao estádio municipal Edelfride Palhares da Costa “Miau”, para vivenciar o momento que, no dizer do jornalista Zé Luís, que presidiu a cerimónia de apresentação do plantel, vai ficar marcado nos anais da história do grémio proletário. Tal foi a sumptuosidade com que se deu ao evento. “Este é o dia que fica marcado na história do clube. O 1º de Maio de Benguela está a reencontrar com o seu passado de júbilo e glória. A sociedade benguelense ouviu o clamor da direcção e aqui está representada em força e a provar que todos somos poucos para a causa proletária (…). Esperamos que continuem nesta senda de ajudar a elevar os níveis de confiança, pela unicidade das pessoas que lidam com o dia-a-dia do clube. Falo, concretamente, dos seus dirigentes, técnicos, jogadores e funcionários”, precisou.  O jogo de apresentação terminou empatado 1-1. Para esta 42ª edição da maior prova do futebol nacional, a direcção do clube benguelense apresentou um plantel formado por 30 jogadores, sendo os médios Ayala e Eliseu (32 anos de idade), os mais velhos do grupo, ao passo que Mauro (com 19) e também meio-campista, é o mais novo do plantel. Assim sendo, para a presente época, o emblema proletário aposta nos seguintes atletas: Boneco (31 anos), Mailov (20) e Gui (21), guarda-redes; Oliveira (22), Bruno Mário (25), Vasco (25), Projecto (30), Jojó (26), Da Silva (27), Dino (29), Boss (22) e Renato (20), defesas; Ayala (32), Mauro (19), Endi (25), Miguel (28), Niñgi (24), Gaúcho (22), Rodrigo (22), Eduardo (26), Bukongo (23), Eliseu (32), Bruno Manuel (25), Bebo (20), Jepson (20) e Jesus (21), médios; bem assim como Cebola (28), Alexandre (23), Isgon (31) e Vladimir (21), avançados. A equipa técnica é formada por Francisco Júnior Paulino (técnico principal); Dinis Cipriano Fonseca e António Coimbra (adjuntos); Solito Gamba (preparador e recuperador físico) e Kazuku Malaji (treinador dos guarda-redes). O doutor Laurindo Bimba é o fisioterapeuta do clube.
No jogo estreia do Girabola Zap 2019/20, o 1º de Maio mede forças com a Académica do Lobito no próximo sábado, a partir das 16h00, no Estádio de O’mbaka.