Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Angola conhece hoje adversrios

11 de Julho, 2019

Angola garantiu o apuramento ao classificar-se na segundo posio no Campeonato Africano

Fotografia: Edies Novembro

Angola conhece, hoje, os adversários da fase de grupos do Campeonato do Mundo  de futebol  em Sub-17, a disputar-se no Brasil, de 26  a 17 de Novembro do ano em curso. A cerimónia do sorteio acontece, a partir das 15h00, na sede  da FIFA, em Zurique, Suíça.
O seleccionador nacional, Paulo Gonçalves, disse ao Jornal dos Desportos, que não espera por um grupo fácil, já que nesta fase todas às selecções qualificadas têm o seu valor e potencial, para dignificarem a sua presença na competição.
\"Nesta altura, não existem muitas opções. Penso que temos apenas que fazer o trabalho de casa e esperar que os resultados sejam os melhores possíveis\", salientou o técnico, confiante numa boa prestação do combinado nacional.
Angola, em função do ranking da FIFA, está inserida no pote 4, com o Haiti, Hungria, Senegal, Ilhas Salomão e Tajiquistão. O outro representante africano, a Nigéria, está no pote 1, com Brasil (anfitrião) México, França, Japão e Espanha.
Argentina, Estados Unidos, Nova Zelândia, Paraguai, Equador e Coreia do Sul estão no pote 2, ao passo que o terceiro país de África, os Camarões, estão agrupados no 3 com as congéneres da Itália, Chile, Canada e Holanda.   
O campeonato do Mundo será disputado nas cidades de Gama (satélite de Brasília), Goiânia e Cariacica-ES (região metropolitana de Vitória), Kléber Andrade (região metropolitana de Vitória) Bezerrão (Gama-DF), Serrinha (Goiânia), Pedro Ludovico Teixeira (Goiânia).
Recorde-se que a prova estava inicialmente agendada para o Peru, mas problemas de organização obrigaram a FIFA a negociar com o Brasil para ceder o seu estádio, que, no entanto, impôs como condição albergar a competição.
A décima oitava edição do Mundial de Sub-17 será disputada por vinte e quatro selecções e serão divididas em seis séries, com quatro equipas cada. A Nigéria, com cinco conquistas comando o ranking, seguido pelo Brasil com três.