Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Angola tenta hoje frente Nigria terceiro lugar

Valdia Kambata - 27 de Abril, 2019

Angolanos procuram esta tarde redimirem-se da derrota sofrida na primeira fase da competio

Fotografia: DR

A Selecção Nacional de Angola em Sub-17 e da Nigéria, disputam esta tarde, às 14h00,  no Estádio Benjamim Mkapa, a terceira posição do Campeonato Africano da categoria, que disputa-se na Tanzânia, num reencontro que pode ser de ajuste de contas.
Depois da derrota, por 1-0, na fase primeira fase, os angolanos encaram este jogo com o objectivo bem definido, vencerem e ocuparem o último lugar do pódio. Consciente do valor do seu oponente o seleccionador nacional dotou a equipa dos melhores argumentos para vencerem o embate de mais logo.
Cumprido o primeiro propósito, qualificar-se à fase final do Campeonato do Mundo, a disputar-se no Brasil, em Outubro do ano em curso. Os atletas estão motivados e acreditam que podem sorrir no final e redimirem-se da derrota no jogo anterior
O técnico da selecção de sub-17, Pedro Gonçalves, garante que o combinado nacional vai entrar em campo com a mesma disposição e determinação para vencer, e fechar com a chave de ouro a competição.
" Será mais um jogo de alta intensidade competitiva e, que servirá para com certeza darmos continuidade ao nosso desenvolvimento. Além disso, é mais uma oportunidade de competir internacionalmente e ganhar essa experiência que tanta falta nos faz ", realçou.Quanto ao estado anímico dos atletas, depois do afastamento da final, o seleccionador assegurou que a equipa está bem e bastante moralizada. " É natural, que qualquer equipa que perde uma meia final, os níveis de motivação caem ", destacou.
Disse mais adiante que, "cabe-nos focar no excelente percurso que fizemos até aqui e preparar o futuro. O foco é mesmo aproveitar esta grande oportunidade de competir ao alto nível, neste caso, com a selecção mais titulada do mundo, neste escalão etário", sublinhou.Pedro Gonçalves considera a Nigéria um adversário difícil, aliada a sua compleição físico dos opositores ." É mais uma equipa que se distingue pela sua dimensão e capacidade física, com grande dinâmica colectiva e com jogadores de alto índice técnico em posições chave no ataque ", precisou.
Para este jogo a selecção não deve contar com um dos atletas mais influentes. " O Capita com dois cartões amarelos não poderá jogar. De resto, uma ou outra dúvida ao nível de disponibilidade física que terá de se ver de acordo a evolução até ao dia de amanhã (hoje) ", salientou.
O combinado nacional pode alinhar com o seguinte " onze" : Geovane, Telson Tome, Afonso Biga, Manuel Zange, Paulo Andrade, Osvaldo Capemba, Benedito Mukendi, Afonso Muanza, Abdul Barri, Gaspar Morais e Zito Luvumbo.
Nas meias-finais, as duas selecções perderam aos penáltis. A Nígéria foi afastado pela Guiné-Conacri (10-9), enquanto Angola quedou-se diante dos Camarões, por 4-3. Os quatro semi-finalistas vão representar o continente africano no mundial da categoria, em Outubro deste ano, no Brasil.