Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Angola tenta hoje superar Egipto

14 de Abril, 2018

Para este jogo diante do Egipto foram chamados os seguintes jogadores: Hlder dos Santos (guarda-redes), Reveldinho Santos, Rui Sampaio

Fotografia: DOMBELE BERNARDO | EDIES NOVEMBRO

A Selecção Nacional de futebol de salão de sub-18 procura hoje, no jogo diante do Egipto, agendado para as 16 horas, no Pavilhão da Cidadela, alcançar uma vitória confortável, que abra boas e agradáveis perspectivas de classificação no embate da segunda mão, para decisão da eliminatória no terreno do adversário.
A jogar em casa e perante os seus adeptos, aos pupilos de Rui Sampaio volta a pedir-se a mesma postura evidenciada nas eliminatórias frente à Zâmbia e ao Marrocos.
 Ou seja, os angolanos esperam que o combinado nacional de juniores volte a ser aquele conjunto heróico e generoso, que saiba reagir à fome e à desgraça, com verdadeiro espírito de campeões.
Na ressaca de uma preparação em que nem tudo foram rosas para os seleccionadores Rui Campos e Paulo Sérgio, sobretudo no que às condições de trabalho para os jogadores treinarem, diz respeito, apesar de todo o esforço da direcção da FAFUSA, somente o triunfo ajudará a confirmar a raça e bravura evidenciadas pela Selecção durante as eliminatórias de acesso aos Jogos Olímpicos de Buenos Aires.Para este desafio, referente à primeira-mão da última eliminatória, a equipa técnica pode não contar com algumas unidades fundamentais na manobra ofensiva do conjunto, a exemplos de Rafa, Léu, Nelsinho, que padecem de mazelas. Ainda assim, soluções não devem faltar ao técnico Rui Sampaio, tendo em vista o objectivo de colocar em campo uma equipa forte, homogénea e cujo êxito seja uma consequência natural da acção demolidora do ataque.
De acordo ao que o seleccionador deixou transparecer durante a semana de trabalhos, a Selecção Nacional não deverá fugir muito do que já habituou, devendo privilegiar no seu futebol as jogadas rápidas e a posse de bola como elos primários de ligação ao jogo ofensivo.
Para este jogo diante do Egipto foram chamados os seguintes jogadores:  Hélder dos Santos (guarda-redes), Reveldinho Santos, Rui Sampaio, Osvaldo Agostinho, Teodoro Vaz,  Estácio Paim, José Delgado, Paulo de Carvalho, Victorino Bento, Fernando Crinico, Vasco Pascoal, Estefânio Hipihalo, Floreano Sangueve, Edileuson Katimba e Leando Muhungo.