Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Angolano Jesus homenageado pela CAF

13 de Março, 2010

Jesus foi uma das figuras homenageadas, em Accra, capital do Ghana

Fotografia: Jornal dos Desportos

O antigo internacional angolano Osvaldo Saturnino Oliveira "Jesus" foi uma das figuras homenageadas, em Accra, capital do Ghana, numa gala da Confederação Africana de Futebol (CAF), pelo contributo que deu para o desenvolvimento da modalidade a nível nacional e internacional, informa o site da instituição reitora do futebol  continental.  Para além do angolano que actuou no Petro de Luanda e Varzim FC de Portugal, a CAF  homenageou, pela mesma causa, os ex-atleta Abedi Pelé, Anthony Baffoe, Anthony Yeboah, Abdul Karim Razak, Ibrahim Sunday, todos do Ghana, e o argelino Ali Fergani.

A homenagem foi extensiva a treinadores, dirigentes e jogadores que se destacaram no ano transacto com destaque para o camaronês Samuel Eto´o, o ivoiriense Didier Drogba, os nigerianos Emmanuel Sani e Ibrahim Sunday e o ghanense Dominic Adiyiah, com o jogador ivoiriense a ser distinguido como melhor futebolista africano.  Quanto aos técnicos, foram  reconhecidos o da selecção sub-20 do Ghana (campeão mundial), Sellas Tetteh, e o da selecção nacional de sub-17 da Nigéria, John Obuh (equipa revelação). Jesus militou durante mais de 10 anos no Petro de Luanda, equipa com a qual se sagrou várias vezes campeão nacional, e experimentou, sem sucesso, o profissionalismo no Varzim de Portugal.

A nível do continente, o jogador é conhecido, entre outros, pela classe com que ajudou a sua equipa em grandes campanhas nas competições africanas e representação na selecção nacional, chegando a impor respeito nalguns países como Nigéria e Camarões. 
Com o Petro conquistou igualmente um título como treinador.

Dezenas de adeptos vão
a Casablanca

Pelo menos 60 adeptos vão apoiar a equipa do Petro de Luanda, no jogo do próximo dia 21 de Março, no Marrocos, diante do Raja de Casablanca, referente à primeira-mão da segunda preliminar de acesso aos grupos de disputa da XIV edição da Liga dos Campeões Africanos, soube ontem o Jornal dos Desportos de Amaral Aleixo, vice-presidente dos campeões nacionais para o Associativismo.
O dirigente petrolífero disse que a transportação de parte da massa associativa para o jogo visa, essencialmente, criar condições de apoio para a equipa no "duro" embate com os campeões marroquinos. Amaral Aleixo sublinhou que o nível de adesão de adeptos tem sido cada vez mais acentuado, à medida que se aproxima a data da viagem a Casablanca, o que permite esperar por uma boa excursão.

"Queremos contribuir para o sucesso da equipa neste jogo, razão pela qual estamos a organizar esta excursão ao Marrocos. O jogo é fora de casa e precisaremos de apoio e, por isso, vamos levar alguns excursionistas para puxar pela nossa equipa", disse o também ex-craque do Petro, que considera o Raja adversário difícil. "Vamos jogar contra uma equipa muito difícil e precisamos de fazer um bom resultado que passa por uma vitória", afirmou.

Refira-se que para o acesso à excursão a Marrocos os adeptos estão a pagar o equivalente em kwanzas a 1.400 dólares americanos. A organização garante alojamento, transportação e pequeno-almoço. Na 1ª jornada das preliminares de acesso à Liga dos Campeões, os petrolíferos eliminaram o Sony Nguema da Guiné Equatorial, com vitórias de 3-2 fora e 6-1 em casa.


                                                                            Paulo Caculo