Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Angolanos comeam de forma tmida

Edvaldo Lemos - 02 de Dezembro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

O técnico do Petro de Luanda, Toni Cosano, apontou a falta de concentração e inexperiência de alguns jogadores da sua equipa, como os principais factores que estiveram na base da derrota pesada, de 3-0, diante do Mamelodi  Sundows FC da África do Sul, em Pretória, jogo a contar para primeira jornada do Grupo C, da Liga de Campeões.
“Há erros, que não se podem cometer nesta competição, como a falta de concentração e outros que são básicos, o que nos penalizou bastante. A experiência é importante e este foi um dos aspectos que ditou a vitória do Mamelodi. Aproveitaram e bem os detalhes para resolver o jogo”, lamentou.
O treinador espanhol reconheceu que o adversário é mais forte e foi superior, contrariou o objectivo traçado para este jogo, que era pontuar. Sublinhou que encontrou um opositor de um campeonato mais competitivo.
“Tentamos fazer o nosso futebol, entrar em campo sem medo, mas encontramos uma equipa muito forte, com dois jogadores do Uruguai que marcaram a diferença. O nosso adversário compete numa liga mais forte que a nossa. Temos a noção que estamos num grupo muito forte, seguramente, o grupo mais forte da liga” afirmou.
Ainda assim, Toni Cosano reiterou que estão na luta,  de cabeça erguida vão competir para obter o maior número de pontos possíveis. Destacou que cada jogo tem a sua história, por isso, acredita na passagem à outra fase.
No entanto, afirmou que a sua equipa não está habituada a competir a um nível alto, a exigência da Liga. “Somos a melhor equipa de Angola, mas há muito que não estamos na máxima competição africana. No futebol, cada jogo é uma história, nós vamos lutar para dar o nosso máximo”, sublinhou.
Confiante, apontou o clima de Luanda como um possível aliado para contrariar os seus oponentes. “Os jogos em casa e com a nossa temperatura vão ser diferentes. Temos de somar pontos em cada jogo. O apuramento para nós será histórico”, realçou.
Com esta pesada derrota, o Petro de Luanda é o último do seu grupo, enquanto o Mamelodi Sundows lidera com três pontos, seguido das formações do Usma da Argélia e o Wida de Casablanca, que empataram a uma bola, em Argel, com um ponto cada.