Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Angolanos mais atrados pelo mercado Portugal

Betumeleano Ferro - 21 de Outubro, 2019

Congols democrtico da StarFactory de olhos no talento nacional

Fotografia: Mota Ambrsio | Edies Novembro

O agente de jogadores Dieumerci Vua ligado a empresa StarFactory, gestão de futebol, desafiou os futebolistas angolanos a experimentar outros campeonatos europeus, que não o português. Sem receio de vaticinar sucesso, argumentou que os atletas angolanos não podem estar fechados no mesmo mercado. "Portugal é um país de futebol, mas os jogadores angolanos não podem estar fechados no mesmo mercado porque têm capacidade para jogar em França, Bélgica, Alemanha, Inglaterra e outros grandes países do futebol europeu", disse.
A estadia de vários dias em Angola permitiu ao Congolês democrático Dieumerci Vua "compreender  o fenómeno que intriga" os agentes de futebol residentes sobretudo em França, ainda mais agora em que se "começa a falar do talento do atleta angolano", nos grandes mercados europeus."Há coisas que é preciso entender, o objectivo principal que me trouxe aqui foi observar o nível dos talentos que aqui existem, Angola é um país que está em franco crescimento no futebol", enalteceu.
O que viu no 1º de Agosto, Petro de Luanda e Interclube aumentou a convicção do agente de jogadores de que a qualidade do atleta formado em Angola é suficiente para conquistar os melhores mercados do velho continente."Eu vi bons talentos em vários clubes daqui, eu vi o Zito Luvumbo e o Capita, mas poderia citar outros bons atletas que têm potencial para irem para os melhores campeonatos europeus, se há esses bons talentos é porque há bons formadores, são muito bem formados", enalteceu.
A escolha por Portugal tem a ver com uma série de itens que o agente da StarFactory diz entender, mas ele assegurou que os clubes e os atletas nacionais podem mudar o paradigma. "Eu vim recolher informações, daqui a pouco vamos começar a agir, mas os grandes clubes angolanos podem começar a estabelecer parcerias com clubes europeus, para que possam publicitar melhor os seus atletas, também é importante facilitar a saída desses talentos, para que possam crescer no futebol europeu", garantiu.
A mudança para os melhores campeonatos europeus tem os seus custos, mas Dieumerci Vua afirmou que os clubes e as famílias podem estar em sintonia nas metas traçadas, para que nada falhe na hora de entrar pela porta larga de oportunidade. "É tudo uma questão de mudar a mentalidade actual, Portugal oferece várias facilidades, a começar com a língua, mas eu acredito que se um atleta talentoso for bem acompanhado desde muito cedo, ele pode jogar em qualquer lado, tudo vai depender do tipo de mentalidade que lhe vão incutir desde muito cedo, afinal a linguagem do futebol é universal", enfatizou.

 NA EUROPA
Há muita gente com olhos nos talentos angolanos"

O apuramento da selecção nacional ao Mundial de Sub-17 despertou o interesse da StarFactory nos futuros craques do nosso futebol. De acordo com o agente de jogadores Dieumerci Vua, França, Alemanha, Inglaterra e Espanha podem se tornar realidade desde que os clubes e os atletas angolanos aceitem fazer a sua parte. 
Segundo ainda o antigo futebolista do Congo Democrático, o sucesso que o futebol angolano tem obtido nos últimos anos, faz com que seja visto com "outros olhos" pelos agentes desportivos de outras paragens do Mundo, pois em Angola existe muitos talentos.   
"Neste momento, há muita gente que começa a olhar para os talentos angolanos com outros olhos, todos nós acreditamos que há aqui jovens talentos capazes de fazer boas carreiras nos melhores campeonatos europeus", garantiu.
O agente de jogadores desvalorizou a questão dos lobbies para conseguir chegar aos grandes campeonatos europeus, ele prefere acreditar que o talento também é determinante.
 "Não é o agente que vai entrar em campo, nenhum clube aceita ficar privado do seu melhor jogador, se és bom jogas sempre, quando um clube investe num jogador é porque acredita no seu potencial", argumentou. 
                                                                                        
CONSTATAÇÃO 
Show no Lille condicionado pelos Belenenses

As exibições de Show ao serviço do Belenenses SAD vão ser determinantes para o regresso imediato ao Lille, mostrou-se convicto Dieumerci Vua. O agente de jogadores que reside em França afirmou que tudo está nas mãos do jovem internacional angolano.
 "O Show é um bom atleta, ainda no CAN estive atento ao desempenho dele, mas tem de se adaptar ao futebol europeu. Ele foi emprestado para ganhar ritmo e confiança para poder voltar, o que ele fizer na nova equipa vai contar muito", argumentou.
O empréstimo de Show ao Belenenses SAD não pode ter um efeito negativo na mente do atleta, "a solução não é começar num grande clube como o Lille", argumentou, pelo contrário, ele tem de aproveitar a chance que lhe deram para relançar a carreira. 
"Ele (Show) chegou a uma equipa da Champions, então, é bem normal que o Lille lhe tenha colocado numa etapa intermédia com esse empréstimo, se ele ficasse e não jogasse, nunca conseguiria progredir na carreira", sentenciou.
O médio angolano saiu do futebol angolano para uma equipa competitiva da primeira divisão francesa, assim precisa de tempo para poder explodir, é por isso que Dieumerci Vua considera sensata a ideia do Lille de colocar o atleta a rodar no Belenenses SAD. 
"Os grandes jogadores têm de estar sempre em campo, não podem ficar parados, se ele ficasse e terminasse a época com 5 jogos nunca iria crescer para se tornar num grande jogador, é muito melhor estar numa equipa em que pode fazer umas 40 partidas por época", garantiu.A primeira divisão francesa é dos campeonatos europeus com mais africanos, assim Dieumerci Vua espera que Show aproveite bem as oportunidades no Belenenses para voltar a receber nova chance do Lille. 
"Se gastaram milhões para o contratar é porque viram as coisas boas que ele é capaz de fazer, mas tudo agora depende dele, é ele que decide quando tem de regressar, a performance dele é que vai determinar tudo, na realidade, tudo só depende dele", argumentou. 
A StarFactory representa diversos jovens talentos que alinham nos grandes campeonatos europeus como o francês Zouma do Chelsea, o brasileiro William Furtado do Wolsfsburg da Alemanha, o croata Perisic do Bayer de Munique e o belga Kevin De Bruyne do Manchester City, por isso o médio Show pode seguir as pisadas das referidas estrelas.