Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Antigos guarda-redes brilham nos Coqueiros

Edvaldo Lemos - 19 de Novembro, 2018

Campees africanos de Sub-20 e jogadores que competiram no Mundial de 2006 jogaram em prol dos antigos guardies

Fotografia: ANGOP

O sábado passado foi um dia de verdadeiro reencontro, para os antigos futebolistas nacionais.  A Internacional Business Public Relations (IBPR), encabeçada pelo antigo hoquista e jornalista Mário Correia \"Bala\", organizou uma singela, mas importante homenagem, a 24 antigos guarda-redes angolanos que durante anos defenderam as balizas de vários clubes e de diversas selecções nacionais. Denominada \"Luvas de Ouro\", a actividade realizou-se no Estádio dos Coqueiros, foi prestigiada pelo secretário de Estado para o Desporto, Carlos Almeida, e pelo presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Artur Almeida e Silva.

Foram homenageados 24 antigos guarda-redes, que brilharam nas últimas três décadas, no  Campeonato Nacional de Futebol da Primeira Divisão, Girabola Zap, assim como em defesa das selecções nacionais. De entre eles, Zé do Pau (ex-Ferroviário da Huíla), Nóbrega (ex-Desportivo da Chela), Pinto Leite (ex-Nacional de Benguela) e Napoleão Brandão (ex-1º de Agosto),  tiveram o reconhecimento da IBPR. 
A organização mantém o princípio de não homenagear pessoas que já não fazem parte do mundo dos vivos, porém, reconhecer os desportistas que se encontram vivos e que muito contribuíram para o crescimento de diversas modalidades desportivas, conforme disse ao Jornal dos Desportos, Mário Correia \"Bala\", da empresa organizadora. 
 \"Seleccionamos os melhores guarda-redes, de três gerações, para homenagear e dar essa alegria, em reconhecimento a tudo que fizeram em prol do futebol no nosso país. O nosso principal objectivo é valorizar esses senhores, que hoje são símbolos do desporto angolano\", referiu Mário Correia \"Bala\". 
A valorização dos antigos homens das balizas, foi feito através de um diploma de mérito e da oferta de um cheque no valor de Cem Mil Kwanzas para cada.
A homenagem começou com uma partida de futebol, entre a selecção de jogadores vencedores do CAN Sub-20 de 2001, na Etiópia, e a selecção de jogadores que disputaram o Campeonato do Mundo, na Alemanha, em 2006, com vantagem dos campeões africanos por 6-3. 
Satisfeito com a actividade levada a efeito, esteve Fabrice Maieco \"Akwá\".  O goleador e antigo capitão dos Palancas Negras, um dos convidados para o jogo, mostrou a sua alegria pela homenagem aos ex-companheiros de campo e não só.
\"Muitos dos guarda-redes homenageados mostram a sua satisfação, fomos convidados para esta festa. Por isso, só resta aplaudir a iniciativa desta organização\", disse.  
 Marcaram presença na tribuna, igualmente, grandes figuras do futebol angolano, como Armando Machado e Oliveira Gonçalves.
A homenagem aos antigos guarda-redes é a terceira actividade organizada pela IBRP, uma delas realizou-se em Setembro, o reconhecimento aos treinadores de futebol, e já se pensa em outra.

ZÉ DO PAU 
“Responsável pela homenagem tem muito valor”

A homenagem denominada \"Luvas de Ouro\", organizada no sábado no Estádio dos Coqueiros, pela Internacional Business Public Relations (IBPR), que visou reconhecer os feitos dos antigos guarda-redes angolanos, deixou satisfeitos os 24 homenageados, pelo facto de acontecer num momento em que se encontram vivos.
Um desses homenageados é o mais velho Zé do Pau, 76 anos de idade, que representou o  Ferroviário da Huíla. O antigo guardião dos locomotivas afirmou que o \"responsável pela homenagem tem muito valor\".  
O gesto da IBR apanhou de surpresa os homenageados, porque não esperavam que tal pudesse  acontecer, como disse o antigo guarda-redes Marito, que representou o Petro de Luanda e o Progresso do Sambizanga, assim como as selecções nacionais de Sub-20, Olímpica e honras. 
\"Sinto-me feliz. Tenho a agradecer pela iniciativa. Os kotas que estão aqui presente, como o Carnaval, Lúcio e Thomas, são pessoas que nunca estive com eles, mas hoje (anteontem) tenho a honra de estar com eles, é de agradecer. Faço um apelo aos empresários que possam investir mais no desporto e acreditar\", disse Marito, guarda-redes que marcou uma geração, ou seja,  de 1992 até 2007, ano em que pendurou as luvas.
Quem também mostrou a sua felicidade pela homenagem, foi Nóbrega. O guardião que defendeu as balizas do Desportivo da Chela, actual Benfica do Lubango, começou a carreira em 1982 e terminou em 1996, no Interclube.  O antigo guarda-redes mostrou-se satisfeito pelo gesto da promotora  IBRP, mas lamentou pelo tardio reconhecimento.
\"Esta homenagem, aos guarda-redes, é sempre bem-vinda, apesar de ser um pouco tardia, porque demos muitas glórias em prol do futebol. Estamos muito satisfeito com o facto de sermos reconhecidos\", disse. 
Os homenageados receberam das mãos do secretário de Estado para o Desporto, Carlos Almeida, e do presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Artur Almeida e Silva, um cheque de Cem Mil Kwanzas e um diploma de reconhecimento e mérito, pelos feitos no futebol.
A IBPR homenageou os seguintes antigos guarda-redes: Napoleão, Capeló e Thomas (1º de Agosto), Nóbrega e Gamito (Desportivo da Chela), Rui (Inter de Luanda), Lúcio, Tó Zé, Panzo, Marito e João Ricardo (Petro de Luanda), Kiala (1º de Maio de Benguela), Pinto Leite (Nacional de Benguela), Luvuana (Sagrada Esperança), Rosinha e Maló (GD Taag), Madaleno e Luís (Sporting), Augusto (Progresso do Sambizanga), Zé do Pau e Jaburú (Ferroviário da Huíla), Suplex (FC Cabinda), Carnaval e Manecas (Mambrôa do Huambo).