Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Atitude do CDH agrada Mrio Soares

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 20 de Julho, 2019

Plantel do Desportivo

Fotografia: EDIES NOVEMBRO

Os indicadores apresentados pelos jogadores do Clube Desportivo da Huíla, no primeiro jogo amistoso de pré-época realizado, quarta-feira, diante do Atlético do Lubango, formação do Girabairro, deixa animado o treinador principal.
Mário Soares disse que o facto de a sua equipa ter vencido por 4-0, neste particular, o resultado não esteve em causa, pois o importante e o que se impõe nessa terceira semana de preparação, que culmina hoje, sábado, foi o facto de ter presenciado a boa dinâmica apresentada pelos seus atletas.
“Os indicadores mostram, que a rapaziada está a soltar-se naquilo que são as cargas que receberam. Nós, equipa técnica, não esperávamos que os atletas tivessem uma dinâmica boa. Mas estão a soltar-se e aquilo que são as nossas ideias de jogo ainda permanecem”, destacou.
O treinador dos militares da Região Sul prometeu implementar mais alguns argumentos, nos dias que restam para a disputa do primeiro jogo da época, marcado para dia 7 de Agosto próximo, frente a formação do 1º de Agosto, na cidade do Lubango, referente a primeira mão da Super taça.
“Esperamos que haja outros jogos mais competitivos, para ver as novas ideias que queremos implementar no grupo, e se realmente estão a  receber de uma forma normal”, disse.
Referiu ainda, que o primeiro jogo amistoso foi mais para descomprimir a equipa, tendo acrescentado que os jogadores deram uma resposta positiva, naquilo que são os resultados físicos obtidos durante as duas primeiras semanas de trabalho.
O objectivo da equipa técnica, destacou Mário Soares, é procurar sempre que o conjunto cresça do ponto de vista técnico-táctico, tendo em conta a programação feita nesta pré-temporada.
“Desde que as respostas sejam positivas, temos que manter a dinâmica para cumprir rigorosamente com aquilo que programamos. Em alguns momentos, quando não há respostas positivas, temos que ir buscar outras alternativas, mas não é o que está a se passar com o grupo”, admitiu.
Reconheceu que a integração dos novos rostos no Clube Desportivo da Huíla, está a corresponder aos anseios. “Nós temos um grupo que já é uma família, mas as novas pessoas estão a ser recebidas de bom grado e têm sido sempre motivadas”, realçou, destacando o ambiente de camaradagem que reina no grupo.
“Por isso, integraram-se da melhor forma, porque até nas sessões de treino, naquilo que são as nossas ideias, vamos procurando transmitir aos mais antigos que já conhecem a casa, e estes ajudam o pessoal novo a compreenderem”, aclarou.
Mário Soares disse ter reparado neste primeiro jogo amistoso, que os atletas ainda estão com os músculos presos e têm alguns movimentos com alguma limitação. “Daí que temos de continuar a soltar”, assegurou.