Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Baixa de Kassanje-Porcelana jogo de destaque na srie B

Augusto Panzo - 10 de Agosto, 2012

Fotografia: Jornal dos Desportos

As equipas da série A do Torneio Zonal de Apuramento ao Girabola de 2013 disputam amanhã jogos referentes à nona jornada com destaque para o desafio entre a Baixa de Kassanje de Malange e o Porcelana FC do Kwanza Norte, a partir das 15h00, no Estádio 1º de Maio. A população do Bengo, vai estar em massa na vila da Açucareira, arredores da cidade de Caxito, local onde terá lugar à partida mais importante dessa jornada, que vai pôr frente a
-se de um tira-teimas em relação às duas formações porque de um lado os adeptos verão o conjunto do Bengo a tentar redimir-se da tradição de sempre perder no seu reduto enquanto do outro estará a equipa Norberto de Castro a querer manter esse tabu. Na sequência da jornada, o Pekandec de Malange tem a espinhosa tarefa de receber às 15h30, no Estádio 1º de Maio, a atrevida equipa da União Sport Clube do Uige, uma das integrantes do grupo da frente na série A.

A ronda encerra com o derbi cabindense Benfica- Futebol Clube, numa partida em que muita coisa pode acontecer, a julgar pela rivalidade existente entre as duas equipas, mas informações avançadas ontem pela Rádio Cinco dão conta que, por divergência com a direcção, o treinador do FC de Cabinda, José Bindá, apresentou admissão do cargo. Por desistência das equipas do FC Bagos Vermelhos de Nambuangongo e do São Salvador do Kongo não se realizam as partidas em que o Polivalentes FC defrontaria o representante do Bengo e o Stad’Uige que enfrentaria a formação de Mbanza Kongo. O Ritondo Sport Clube de Malange observa folga nessa jornada em função do calendário.


SÉRIE B

Académica-Benfica do Huambo
cativa atenção de muitos adeptos


A partida entre a Académica do Lobito e o Benfica do Huambo, a realizar-se domingo às 15H30 no Estádio do Buraco, no Lobito, é o de maior cartaz da oitava jornada da série B do Zonal de Apuramento. O desafio pode proporcionar bons momentos de futebol aos adeptos que se deslocarem ao campo do “Buraco”, a julgar pela qualidade que as duas equipas produzem e objectivos que perseguem na competição. A oitava jornada tem também não menos aliciante Evale do Cunene-Benfica do Lubango, na capital da província da Huila.

No Estádio do Ferrovia do Huambo, o Petro local vai defrontar a partir das 15h00 a União Recreativa e Desportiva da Catumbela, numa partida de difícil prognóstico embora a condição de anfitrião dê alguma esperança aos petrolíferos do Planalto Central. O 1º de Maio de Benguela joga às 15H30, no Estádio Municipal, com os Dragões do Kuando Kubango, numa partida onde favoritismo recai para os “proletários”. A Associação Recreativa do Amboim (ARA da Gabela) defronta às 15H00’, no campo da Aricanga, na cidade da Gabela, o Desportivo do Chingo, naquilo que é o dérbi do Kuanza Sul. Para o fecho do calendário nesta série, o Desportivo da Huíla recebe no estádio do Benfica do Lubango, o 17 de Maio, num jogo que, em princípio, a vantagem pende para os militares da região Sul.


DEVIDO ÀS DESISTÊNCIAS

Programa de jogos
começa a complicar


As desistências das equipas do Bago Vermelho de Nambuangongo e do FC São Salvador do Kongo estão a criar alguns transtornos no que toca ao cumprimento da programação de jogos elaborada pela Federação Angolana de Futebol, FAF, o que a obriga a fazer um reajustamento em breve. Outros inconvenientes resultantes disso têm ainda a ver com a pontuação das equipas na classificação, pois, muitas das formações que estão no topo e que já tenham defrontado e vencido quer o Bago Vermelho quer o São Salvador sujeitam-se a perder os pontos ganhos, o que pode complicar os objectivos traçados para apuramento de algumas equipas.

A par disso regista-se também a redução do número de jogos nessa série A, passando de seis partidas semanais para quatro. Muitas das cidades que vinham acostumando com a azáfama do futebol aos fins-de-semana deixam de ter este privilégio para o desagrado dos amantes do futebol. Como se não bastasse as duas desistências, cogita-se já uma terceira, do FC de Cabinda, por desarmonia entre a equipa e a direcção do clube.    A.PANZO


Bento Kangamba

agradece à sociedade


O presidente do Kabuscorp Sport Clube do Palanca, Bento Kangamba, expressou em nota enviada ontem à redacção do Jornal dos Desportos o seu agradecimento a várias instituições pelo apoio prestado nos momentos difíceis que o clube viveu nos últimos dias devido ao falecimento dos 23 membros da claque da sua equipa. Bento Kangamba expressou agradeceu entidades como a Presidência da República, Bureau Político e Comité Provincial de Luanda do MPLA, Governo de Luanda, Estado Maior General das FAA e Comando Nacional da Polícia Guarda Fronteiras.

O seu gesto é extensivo à OMA, JMPLA, CAP nº 365 do Tala Hady, direcção provincial da Juventude e Desportos, Federação Angolana de Andebol, APF de Luanda, direcções do Recreativo do Libolo, Petro de Luanda, 1º de Agosto, Progresso do Sambizanga e Vitória de Setúbal.Também são alvos de agradecimento o Grupo Desportivo da Banca, Coqueiros Gest, Associação Cultural Chá de Caxinde, bem como as demais instituições que, directa ou indirectamente, se associaram à dor do clube pelo infausto acidente no trajecto Calulo-Munenga. “Em meu nome pessoal, dos funcionários e da massa associativa do clube, expresso os meus agradecimentos por todo o apoio prestado nos momentos difíceis que se seguiram ao dia do nefasto acidente”, lê-se na referida nota.             AP