Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Beninenses orgulhosos da participao

Augusto Panzo - 13 de Julho, 2019

Pode-se voltar para a casa de cabea erguida, porque temos orgulho do que fizemos hoje e o mais importante, referiu o jogador.

Fotografia: Dr

Apesar de terem sido eliminados nos quartos-de-final do CAN Egipto 2019 pelo Senegal, com derrota de uma bola a zero, os Esquilos, alcunha pela qual é conhecida a selecção do Benin, tiveram uma participação de se lhe tirar o chapéu, sobretudo, depois de afastar, nos oitavos-de-final, a forte selecção do Marrocos.
Ao serem eliminados nos quartos-de-final da competição, os beninenses saíram da prova de cabeça erguida, tal como o dizem o treinador Michel Dussuyer e o capitão do grupo, Stéphane Sessègnon.  
Para o seleccionador francês que orienta os Esquilos, os seus pupilos tiveram um comportamento digno de realce, pois, puderam elevar o orgulho de todos os beninenses.
“Os nossos rapazes podem estar orgulhosos do seu percurso neste CAN. Eles tornaram orgulhoso todo o povo do Benin. Com esse grupo vai-se longe. Há, necessariamente, uma decepção, quando termina uma ‘aventura’, mas os jogadores podem levantar bem alto a cabeça”, disse o técnico francês ao serviço da nação beninense.
Quanto a Stéphane Sessègnon, capitão da equipa, houve a eliminação diante de uma equipa dotada de grandes craques de futebol de nível mundial, mas os jogadores devem manifestar-se orgulhosos, em função dos feitos alcançados até onde o grupo chegou nessa competição.
“É duro e é uma pena, mas entrámos para os quartos-de-final com muito desejo e muita determinação. Infelizmente, caímos diante de uma das grandes equipas do continente e que dispensa apresentações, sobre as suas reais qualidades. Houve a eliminação no final, mas ainda assim há um sentimento de satisfação com o grupo. Pode-se voltar para a casa de cabeça erguida, porque temos orgulho do que fizemos hoje e é o mais importante”, referiu o jogador.