Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Beto Bianchi almeja o trofu

Augusto Panzo - 11 de Novembro, 2017

Beto Bianchi acredita que seria muito bom para o Petro terminar a poca com a conquista do trofu

Fotografia: Jos Cola

O treinador do Petro de Luanda, Roberto Bianchi, apontou a ingente necessidade da sua equipa vencer a Taça de Angola, com o objectivo de fechar a época em grande, depois de não ter conseguido a conquista do Girabola Zap de 2017.
\"Não conseguimos o título no Girabola Zap do presente ano, apesar da pressão que se registou até à última jornada, tal como aconteceu na época passada. Agora temos essa oportunidade de defrontar o 1º de Agosto na final da Taça de Angola\", começou por afirmar o hispano-brasileiro ao serviço do Petro.Beto Bianchi acrescentou tratar-se de uma tarefa muito difícil defrontar o 1º de Agosto, mas a necessidade é mais do Petro, que do seu adversário neste confronto.
\"A necessidade é do Petro e nós sabemos disso. Por isso, estamos mutuamente preparados. Estamos conscientes das dificuldades, porque à frente vamos ter o bicampeão do Girabola, mas acho que até hoje, as duas equipas demonstraram que são as melhores de momento. Aliás, essa é a razão que as leva até à final desta Taça de Angola\", revelou o técnico.Em função desses pergaminhos todos, Beto Bianchi acredita que seria muito bom para o Petro, terminar a época com a conquista do troféu da Taça de Angola.\"Seria muito bom para nós, fechar a temporada de 2017 com a conquista da Taça de Angola. Os nossos jogadores estão todos disponíveis, à excepção do Mabiná, Ariclene e do Carlinhos que, por razões já conhecidas, não vão fazer parte do jogo\", explanou treinador dos tricolores.
Beto Bianchi negou que o facto de jogar a final da Taça de Angola seja caminho para salvar a época, porque na sua óptica, o Petro já não está nessa condição de salvar épocas.
\"Aqui não se trata de salvar época para o Petro. Estaríamos sim nessa condição, caso a nossa equipa se situasse na sexta ou sétima posição, o que não é realidade. Somos o segundo classificado do Girabola do presente ano. Daí que, essa questão de salvar época não se enquadra connosco\", defendeu.
Beto Bianchi juntou que a taça é um prémio que o Petro ainda tem nessa época, razão pela qual não pode servir para a salvação da temporada.\"A taça é um prémio que ainda temos dentro do programa da época desportiva 2017, motivo pelo qual pergunto por quê razão ela serva para salvar a época? Por isso o Petro não está a salvar a época pensando na Taça. Está a lutar por um outro título que faz parte da época futebolística de 2017\", insinuou.


MALAMBA
Dragan Jovic quer levar tudo


O técnico do 1º de Agosto, Dragan Jovic, considerou que a época foi boa, mas pretendem acumular com a conquista da Taça de Angola quando defrontarem o Petro de Luanda hoje às 16h00, no estádio 11 de Novembro. Os militares venceram a Supertaça e o Girabola Zap e querem continuar a somar, fazendo o \"triplete\", pois os jogadores dedicaram-se na preparação deste importante desafio.
\"Este ano acabamos o nosso trabalho com esta final, contra o Petro de Luanda, tivemos uma temporada muito boa,, já ganhámos a Supertaça e o campeonato, pelo que vi nos treinos estou satisfeito com a entrega dos jogadores para este jogo\", disse.
\"Todos os jogadores estão disponíveis, apenas o Tony Cabaça não vai jogar, mas vamos colocar outro jogador\", afirmou, o técnico na última quarta-feira, no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, em conferência de imprensa realizada pela Federação Angolana de Futebol, para o lançamento do jogo.O adversário impõe respeito mas os agostinos ambicionam aproveitar o bom momento para fechar a época com \"chave de ouro\".
\"Vi os meus jogadores confiantes nos treinos, vamos enfrentar uma boa equipa, o Petro de Luanda, muito difícil, tem uma boa equipa técnica e bons jogadores, mas vamos jogar para ganhar esta final\", destacou o bósnio.Dragan Jovic lamentou a sua saída do conjunto rubro e negro por questões de saúde, mas depois de recuperar vai estar disponível caso a direcção do clube queira o seu regresso.
\"Vou sair do 1º de Agosto, para mim não foi fácil tomar esta decisão, estou a treinar a equipa há três anos, agora preciso de cuidar da minha saúde, por um período de seis meses ou um ano, e depois deste tempo se o 1º de Agosto precisar de mim estarei disponível\", frisou.Apresentar um bom espectáculo de futebol aos seus adeptos é um dos objectivos da equipa técnico do 1º de Agosto, que mostra estar dedicada na conquista da dobradinha.
\"Sim, queremos fazer a dobradinha, mas queremos fazer também um bom jogo. Queremos dar aos nossos adeptos um bom espectáculo, queremos que os adeptos da nossa equipa nos apoiem como têm feito. Isso é uma final e vamos jogar para ganhar\", finalizou.                   JORGE  NETO             
 

CAPITÃO
Dany Massunguna confia no objectivo


O capitão da equipa do 1º de Agosto, Dany Massunguna, afirma que o principal objectivo é vencer o jogo e conquistar a Taça de Angola hoje diante do Petro de Luanda, para oferecer ao técnico Dragan Jovic, que deixa o comando técnico dos agostinos, após o desafio.
O defesa-central garantiu que os dois conjuntos mereceram o passe para disputar esta final, por aquilo que fizeram durante a campanha das eliminatórias. 
\"Por aquilo que aconteceu nesta época, as duas equipas merecem estar na final. Será um jogo difícil, respeitamos o adversário, mas nós queremos oferecer mais um troféu ao nosso treinador, por tudo o que ele fez durante o tempo que esteve no clube\", disse o jogador.O anuncio da saída do técnico bósnio causou muita tristeza no plantel, mas os jogadores entendem os motivos apresentados por Dragan jovic.
\"É triste, ficamos tristes logo que o mister nos comunicou, não queríamos que fosse assim, mas o futebol tem dessas coisas. Nós entendemos porque o mister  detalhou os factos, tem haver com a saúde e neste momento todos compreendemos e estamos em condições de seguir em frente\", reconheceu.
De acordo com o camisola 5 um jogo dessa natureza motiva de forma natural os jogadores do plantel, que estão todos disponíveis, com a excepção do guarda-redes Tony Cabaça.
\"É um jogo onde não é preciso alguém vir nos motivar, porque queremos todos fazer parte dele, como disse o mister tirando o Tony Cabaça todo o mundo está bem para este desafio, até aqueles que tinham mazela, já recuperaram e estão motivados\", referiu.
As conquistas alcançadas nesta época são fruto do trabalho do técnico, mesmo com as saídas de Gelson e Ary Papel, segundo Dany Massunguna.
\"No dérbi tudo pode acontecer, vamos entrar em campo para fazer o nosso melhor, o nosso objectivo é conquistar a Taça de Angola. A saída do Gelson e do Ary Papel, que foram jogadores influentes na manobra da equipa no ano passado, não teve muito peso esta época porque o mister falou connosco, recebemos outros jogadores que nós ajudamos a sua integração no plantel e a equipa técnica teve o cuidado de montar bem a equipa\", concluiu. JN


MALAMBA
“Aspectosadministrativos
estão acautelados”

O director para o futebol da equipa do Petro de Luanda, Sidónio Malamba, assegurou à imprensa sobre o jogo da final da Taça de Angola, em que a sua equipa vai defrontar esta tarde o 1º de Agosto, que o conjunto petrolífero tem todos os aspectos administrativos controlados.\"Estamos a aguardar pelo dia do jogo. Administrativamente, posso garantir que nós estamos preparados. Está tudo feito e não temos nenhum jogador castigado, nem com mazela física, excepto Carlinhos que já vai lesionado há muito tempo. Penso que o plantel todo estará à disposição do professor. Não temos nada a avançar mais no que toca aos aspectos administrativos\", afirmou Sidónio Malamba.
Ainda a cerca da contenda, Sidónio Malamba lembrou que já levava algum tempo que as duas equipas não disputavam um jogo numa final da Taça de Angola.
\"Será mais uma final, já há algum tempo que se previa. É um jogo em que se calhar toda a família desportiva estava à espera, razão pela qual fizemos uma preparação cuidada, da qual o professor Beto Bianchi pôde esboçar os aspectos técnicos e tácticos\", disse o director para o futebol da equipa tricolor da capital.AP