Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Bianchi aposta no título

Paulo Caculo - 21 de Janeiro, 2017

Técnico brasileiro ao serviço dos tricolores confessa estar a apostar em repetir brilharete da época passada

Fotografia: Jornal dos Desportos

O técnico do Petro de Luanda, Alberto (Beto) Bianchi, definiu na quinta-feira, os objectivos que o prendem ao comando da equipa tricolor, na presente temporada futebolística. O brasileiro assegurou à conversa com o nosso jornal, via telefone, que a grande aposta é superar ou repetir o feito alcançado no campeonato transacto.

Em declarações ao nosso jornal, no âmbito de uma abordagem em torno do estágio pré-competitivo que a equipa realiza na cidade de Benguela, o experiente treinador fez questão de assegurar que durante o ciclo de preparação, o plantel vai estar submetido a quatro jogos amigáveis, com equipas do segundo escalão do futebol provincial benguelense, em que os resultados não serão importantes no julgamento dos níveis dos trabalhos.

"O estágio está a corre bem, estamos a treinar em regime bi -diário, vamos ter jogos de preparação. Espero fazer quatro jogos, mas nenhum contra equipas da primeira divisão", disse. O responsável da equipa técnica do Petro sublinhou, que " com estes jogos particulares, espero colocar em prática tudo o que treinámos durante a semana, e os conceitos de jogos a serem utilizados no Girabola. Penso que estes jogos são bons, dão para ver se realmente os jogadores estão a captar o que tenho passado nos treinos".

"Depois da boa época que fizemos, no ano passado, somos obrigados a dar o nosso máximo para fazermos uma época muito melhor, que do ano passado. Queremos que os êxitos do ano passado sejam repetidos este ano,  sabemos que não será fácil fazer uma segunda volta sem derrotas, ou uma série de oito vitórias consecutivas. Este ano, vamos lutar para superar os êxitos da época passada", acrescentou Beto Bianchi.

O treinador do Petro mostra - se satisfeito, por outro lado, com o facto da integração dos novos jogadores contratados pela direcção acontecer de forma rápida e natural. Destaca o facto dos reforços brasileiros possuírem características que facilitam a rápida adaptação ao estilo de futebol e metodologia de trabalho utilizadas no clube.

"Acho que não há qualquer problema com a adaptação destes jogadores, porque as características deles influenciaram na nossa escolha", explicou.


PETROLÍFEROS
Novos jogadores satisfazem o técnico


O técnico do Petro de Luanda, Beto Bianchi, valoriza os novos jogadores, porque para si foram contratações bem pensadas e analisadas antes de integrar o plantel, fizemos as devidas avaliações ao potencial de cada.

"Acho que não terão problemas de adaptação, mas em relação à possibilidade de virem a ter o sucesso que teve Tiago Azulão, não posso afirmar, porque tudo dependerá muito do empenho de cada", esclareceu.

Beto Bianchi considera o futebol imprevisível, razão por que prefere não fazer promessas quanto à questão do título. Acredita que muitas vezes a definição do título de campeão do Girabola ou outra competição como objectivo,  coloca enorme pressão nos jogadores, o que acaba por dificultar muito mais a tarefa do grupo.

"Procurámos jogadores que pudessem satisfazer algumas das necessidades que tivemos na época passada, e que por diversas razões não fomos capazes de conseguir", sublinhou Bianchi, deixou transparecer claramente a ideia de que alguns problemas enfrentados pela equipa no ataque, podem deixar de existir.


CONCORRÊNCIA  AO TÍTULO
Treinador tricolor
antevê  dificuldades


Beto Bianchi acredita, que a temporada futebolística deste ano, reserva ao Petro de Luanda as mesmas dificuldades e problemas enfrentados em 2016. O técnico brasileiro destaca, como exemplo, o péssimo estado de alguns Estádios e campos que constitui empecilho  ao futebol da equipa.

"Esperamos enfrentar as mesmas dificuldade. O Girabola é sempre muito competitivo, voltaremos a viver também os mesmos problemas com os campos com relvado de péssima qualidade e terrenos complicados, que não são bons para a prática do futebol", lamentou o treinador.

Pese a contrariedade, Beto Bianchi garante que nada pode servir e justificação para o Petro não vencer os seus jogos, e muito menos alcançar os objectivos para os quais o grupo se comprometeu. "Não posso dizer que já estou satisfeito com o plantel.

Ainda não estou, sabemos que o nível que cada um pode dar este ano, porque houve jogadores que na época passada deram muito de si, mas que este ano podem não voltar a ser a mesma coisa. Tudo é muito imprevisível no futebol, por isso, não posso afirmar que já estou satisfeito".