Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Bianchi disposto para os Palancas

Paulo Caculo - 18 de Fevereiro, 2017

O hispano -brasileiro garante que não recebeu ainda qualquer proposta, mas assegura estar disposto a abraçar o projecto

Fotografia: Jornal dos Desportos

O treinador do Petro de Luanda, Beto Bianchi, encara com satisfação o interesse da Federação Angolana de Futebol (FAF), quanto à sua contratação para seleccionador nacional. O hispano -brasileiro garante que  não recebeu ainda qualquer proposta, mas assegura estar disposto a abraçar o projecto, desde que haja uma concertação com a direcção dos tricolores.

"Estou a trabalhar com o Petro e estou tranquilo,  acho que quem deve manifestar-se primeiro é a FAF. Não gostava de abordar o assunto, porque estamos numa semana importante. Vamos jogar com um adversário difícil, à semelhança do que foi o desafio com o Progresso. A semana que vem é mais tranquila,  possivelmente pode surgir alguma novidade", começou por frisar o treinador do Petro, durante a conferência de imprensa de antevisão ao jogo de amanhã, em Calulo, diante do Recreativo do Libolo.

Beto Bianchi, apesar de estar focado no desafio da segunda jornada do Girabola Zap, não escondeu o desejo de treinar a principal selecção angolana de futebol, embora, admita ser uma missão "hercúlea", dada a actual situação financeira que o país atravessa, e a fase menos boa que enfrentam os Palancas Negras, cuja posição no ranking da FIFA e na CAF não agradam o país.

"A selecção é tem uma oportunidade para crescer. Sabemos que no caso de Angola é uma situação difícil, dada a condição económica que o país está a atravessar e também desportivamente, porque a selecção não está muito bem no ranking da FIFA.  Mas qualquer profissional quer crescer e se chegar a oportunidade, tinha de acumular as duas funções porque seria injusto deixar o Petro. Mas estou disposto".