Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Campeo parte em misso africana

Jorge Neto - 08 de Fevereiro, 2017

1 de Agosto est motivado e espera surpreender o adversrio fora

Fotografia: Paulo Mulaza

Aequipa do 1º de Agosto partiu ontem, no final da manhã, para África do Sul, em trânsito para o Uganda, onde na sexta-feira às 16h00 (14h00 em Angola) enfrenta a formação do Kampala City Council FC, no Estádio Phillip Omondi, desafio referente à primeira mão da primeira eliminatória de apuramento para a fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.

O plantel militar viajou muito motivado, e confiante numa boa prestação, por regressar às competições africanas. Para esta empreitada, os rubro - negros pretendem manter a união do colectivo ,como a força para alcançar um resultado que abra boas perspectivas para a segunda mão.

Apesar do bom ambiente reinante no seio do balneário, os campeões nacionais partiram ao encontro do campeão ugandês, mas mantêm intactos os objectivos que os leva a Kampala, que passam por um resultado positivo, capaz de possibilitar a passagem da equipa nesta eliminatória na segunda volta.

Depois de conquistar a Supertaça, o primeiro troféu da época diante do Recreativo do Libolo, a formação do 1º de Agosto está mais confiante para esta "operação", e acredita num desfecho airoso. Ontem, no período de manhã, a equipa realizou o último treino no país, no campo do ex-RI20, onde trabalhou os aspectos técnicos e tácticos, baseados na movimentação ofensiva e defensiva, em busca da melhoria e mais sincronia entre os três sectores.

O posicionamento dos atletas durante as transições, concentração dos atacantes de mais sincronização defensiva, estiveram na ordem do dia, sem descurar a preparação física para compensar a folgado de segunda-feira, após o treino de domingo. Quanto ao adversário, pouco ou nada se sabe, acerca do seu potencial.

A única informação que temos é que a equipa ugandesa ocupa a liderança no seu campeonato, onde já vai com 16 jornadas disputadas. Ontem, enfrentou a formação do Ondupareka, desafio de antecipação para a 16ª jornada, mas desconhecemos o resultado. O facto de ter disputado já 16 jogos esta época, é prenúncio que a equipa tem os automatismos consolidados, e mais rodagem competitiva em relação à equipa angolana, que possui apenas uma partida oficial que pode jogar em seu desfavor.

O jogo da segunda mão está agendado para o próximo dia 19 deste mês, às 17h00, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, partida que vai definir quem segue em frente na competição. Os 18 jogadores convocados para este desafio, são os seguintes: Tony Cabaça, Julião, Isaac, Bobó, Dany Massunguna, Natael, Ibukun, Paizo, Buá, Macaia, Geraldo, Vado, Mingo Bile, Medá, Gogoró, Manucho Diniz, Sargento e Nelson.
JN


IVO TRAÇA
“Queremos decidir em Luanda”


O técnico-adjunto Ivo Traça afirmou à Angop, que o grupo teve uma preparação à altura, que permite contrariar o relativo favoritismo do adversário. Disse que há determinação em “lutar” por um resultado positivo, apesar de desconhecer a formação ugandesa.

“Tivemos a preparação possível, o moral está alto, e vamos com o objectivo de fazer um bom jogo, na medida em que queremos decidir a eliminatória em Luanda”, sublinhou o técnico que falava em projecção ao desafio. Ivo Traça lamentou as ausências, por lesão, do guarda-redes Dominique e os reforços Guelor, Macaia e o técnico Dragan Jovic. Os três jogadores falham o jogo com o Kampala City Council FC, por lesão.

O primeiro lesionou-se num dos treinos, antes do jogo da Supertaça, no passado sábado, quando teve um embate com um colega, enquanto o segundo recupera de algumas dores na região da virilha, e Diogo ainda não deixou o trabalho de ginásio para fortalecer a condição física, em função da mazela que o apoquenta.

O técnico Dragan Jovic está ausente da equipa desde o último final de semana, por se encontrar na Sérvia, devido ao falecimento da mãe. O timoneiro militar falhou, igualmente , o triunfo na Supertaça com o Recreativo do Libolo. O Kampala City lidera o campeonato ugandês com 32 pontos, em 15 jogos. Marcou 27 golos e sofreu 14. JN com ANGOP