Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Campeo conhecido amanh

24 de Janeiro, 2017

Militares esto prximos de revalidar ttulo conquistado na temporada passada

Fotografia: Domingos Cadncia

O campeão nacional de futebol de Sub-17, da época de 2016, é conhecido amanhã depois da disputa do desafio referente à final da segunda edição da competição, que decorre desde o dia 10 do corrente, nas cidades do Lobito e Benguela. O jogo está agendado para às 15h00, no Estádio Edelfride Costa "Miau", põe frente a frente as equipas do 1º de Agosto e da Académica do Lobito.

Um duelo que se espera renhido, em função dos pergaminhos das duas equipa. O conjunto militar entra em campo à procura da revalidação do título conquistado na época passada, enquanto a Académica do Lobito  luta para a conquista do seu segundo título alternado, depois do primeiro conseguido em 2014.

Apesar dos agostinos estarem mais próximos da revalidação, pelo que se viu ao longo das três fases que envolveram a competição, parece que a tarefa não vai ser fácil, visto que até ao jogo da final, a Académica do Lobito continua a ser o conjunto imaculado da prova, não sofreu nenhuma derrota, nem empate. 

Para atingir a final, o campeão em título suplantou a formação do Norberto de Castro nas meias-finais, a quem venceu por 1-0, enquanto os estudantes do Lobito venceram na mesma fase a equipa da Academia de Futebol de Angola (AFA) por 2-0.

Entretanto, o período vespertino está reservado para o jogo da final, na etapa matinal a partir das 9h00, o Estádio Municipal de Benguela alberga a partida entre a formação do Norberto de Castro do Huambo e a Academia de Futebol de Angola (AFA), referente às classificativas para o terceiro e quarto lugares da competição.

Enquanto isso, os jogadores observam hoje o segundo dia de repouso, depois de terem disputado as partidas das meias-finais, com vista ao retemperar de energias para os duelos de amanhã. A formação da Académica do Lobito tem o domínio absoluto sobre os seus concorrentes, no que diz respeito aos vários pormenores que compreendem uma prova nacional de futebol.

É a única equipa que até à entrada desse jogo da final ainda não perdeu, tem o ataque mais concretizador (39 golos apontados) e a defesa menos batida (3 tentos sofridos), para além de que o melhor marcador da prova é jogador do seu conjunto, com 23 golos concretizados.