Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Campeo aposta no rigor e concentrao

14 de Setembro, 2019

O meio-campo deve ser povoado por Macaia, Ibukun, Atouba, Ary Papel e Zito Luvumbo, enquanto as responsabilidades do ataque dem voltar a ser entregues a Mabululo.

A jogar fora do seu reduto e longe dos seus adeptos, o 1º. de Agosto vai apostar na experiência  de alguns dos seus atletas, para contornarem eventuais adversidades, próprias de jogos a eliminar e cujas margens de erros são quase nulas.
Diante deste cenário, prevê-se que o campeão nacional entre para este jogo, diante das “Águias Verdes” da Zâmbia, com uma postura defensiva e venha a entregar a iniciativa de jogo ao adversário.
Ao longo da preparação, foi visível a intenção dos militares em apostarem num sistema táctico em que privilegiou o contra ataque, com jogadas de “contra golpe” como a principal estratégia do conjunto angolano.
Dragan Jovic projectou para este desafio, um futebol adulto, dinâmico e intenso, cujo êxito seja uma sequência natural da acção demolidora do seu ataque, concentração no meio e solidez no sector defensivo.
Para lograr os seus intensos, neste embate em Lusaka, o campeão angolano deve ser ousado na sua acção ofensiva, bem como acutilante na sua missão defensiva. Tal postura, pode ajudar os militares a evitarem ser surpreendidos na discussão pela posse da bola e na disposição de ocasiões de golo.
É pouco provável, que o técnico Dragan Jovic venha a efectuar muitas alterações ou mexidas ao seu habitual “onze”. Ou seja, o sérvio deve apostar no mesmo grupo de jogadores responsáveis pelo sucesso da equipa na eliminatória anterior.
A alimentar esta previsão, está o facto de Dani Massunguna e Atouba estarem livres das queixas musculares, que apresentaram à equipa médica na semana passada e que impediu o central de integrar a Selecção Nacional no jogo frente à Gâmbia,  válido  para as eliminatórias ao Mundial de 2022.
Tony Cabaça mantém o lugar na baliza. O guarda-redes pode contar com os apoios de Bobó e Massunguna no eixo defensivo e Paizo e Isaac nas laterais. O meio-campo deve ser povoado por Macaia, Ibukun, Atouba, Ary Papel e Zito Luvumbo, enquanto as responsabilidades do ataque dêem voltar a ser entregues a Mabululo.