Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Campeo confiante

Jorge Neto - 16 de Agosto, 2018

Campeo nacional est apostado em contrariar o favoritismo dos tunisinos

Fotografia: Kindala Manuel| Edies Novembro

O técnico-adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça, reconheceu as dificuldades que vão enfrentar no jogo de hoje às 20h00, no estádio Olímpico de Sousse, na Tunísia, diante da formação do Etoile Sportive du Sahel, mas destacou a ambição que os rubro-negro carregam, de modos a garantir a qualificação, antecipada, para os quartos-de-final da presente edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos.
A partida é referente à 5ª e penúltima jornada da série D, da fase de grupos da maior competição africana à nível de clubes, e em caso de vitória dos militares, estes podem carimbar o passe aos quartos-de-final.
"Como estamos a sonhar com a qualificação, estaremos na Tunísia para ver se ganhámos o jogo, esta é a nossa ambição. É jogar para ganharmos o jogo. Vai ser difícil, é verdade, as pessoas que nos estão a ouvir devem até dizer, mas a jogarem deste modo, nós dissemos que são competições diferentes", disse Ivo Traça, à imprensa antes da viagem àquele país do norte do continente.
Os militares não viajaram no máximo da sua força, Geraldo e Natael a recuperar de lesões, desfalcam a equipa neste importante desafio, que abre boas perspectivas para os pupilos de Zoran Maki. Na primeira volta as duas equipas empataram a um golo. Mongo foi o autor do tento agostino.
Os bicampeões nacionais somam cinco pontos na segunda posição, dependem apenas de si para garantirem o apuramento, pois os adversários lideram a série D com 10 pontos e já estão apurados para a próxima fase, daí que poderão também não jogar no máximo da sua força.
O facto de nunca ter perdido nem um ponto em casa, dificulta ainda mais a tarefa do 1º de Agosto, que terá pela frente um conjunto tunisino cem por cento vitorioso, nos três jogos que disputou no estádio Olímpico de Sousse.
A formação agostina estará igualmente atenta ao resultado do jogo, entre as equipas do Mbabane Swallows de Eswatini (ex-Suazilândia) e do Zesco United da Zâmbia, com o primeiro a somar quatro pontos e os segundo com apenas dois, na cauda da classificação do grupo.
Em caso de um resultado negativo, os rubro- negro terão a possibilidade de definir a qualificação na 6ª e última jornada, quando receberem no estádio 11 de Novembro, em Luanda, a equipa do Mbabane Swallows, no dia 28 do corrente mês. 

CONTRARIEDADE
Geraldo e Paizo
desfalcam agostinos


O extremo Geraldo e o lateral esquerdo Paizo constituem as baixas de vulto para a equipa do 1º de Agosto, no desafio de hoje às 20h00, no estádio Olímpico de Sousse, diante da formação tunisina.
Os dois influentes jogadores continuam com limitações físicas, a recuperarem das respectivas lesões e estão a fazer trabalho específico. Daí não constarem da lista dos 18 convocados pela equipa técnica, para esta empreitada.
"Não vamos arriscar levar estes jogadores lesionados",  disse ontem, em poucas palavras, à imprensa, o técnico-adjunto Ivo Traça, referindo-se aos dois atletas. O lateral esquerdo Natael, também é uma carta fora do baralho pelo mesmo motivo.Geraldo é uma das referências do jogo ofensivo dos militares e já fez parte do onze ideal da CAF, nesta competição. Contabiliza um golo na conta pessoal e, certamente, será uma baixa de vulto para o conjunto rubro e negro.
O camisola 11 é um dos jogadores, que consegue abrir espaços e também finaliza, enquanto Paizo faz bem o corredor esquerdo, tanto a defender como atacar. Influente nos lances ofensivos, o lateral deixa um vazio na sua posição.
Formados na Escola Norberto de Castro, os dois atletas têm sido influentes na equipa militar, apesar de, esta época, ambos terem parado várias vezes, por lesão, uma situação que tem criado algumas limitações aos bicampeões nacionais, mesmo tendo outras opções no plantel.