Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Congresso aborda talento do jogador

09 de Novembro, 2017

Organiazadores mostram-se cofian no seu no sucesso do II encontro que visapartilhar e sensibilizar ideias

Fotografia: Joo Gomes | Edies Novembro

"O talento do jogador angolano”, é o tema escolhido pela Talent Spy para o seu II Congresso de Futebol, que tem lugar hoje e amanhã, no Cinema ZAP/Candando, em Luanda.
Segundo o programa distribuído à imprensa, a intenção da organização é “sensibilizar e partilhar um conjunto de princípios e práticas de sucesso, imprescindíveis ao desenvolvimento e capacitação do futebol angolano”.
O congresso ainda não começou, porém, a Talent Spy mostra-se confiante nos novos ventos que a iniciativa vai trazer para o nosso futebol. “Não se trata de algo que causará apenas o deslumbramento dos participantes, nesta conferência, mas  um acontecimento que perdure e fique na história do desporto nacional, pela inovação empreendida”, lê-se no documento que tivemos acesso.
A ideia inicial era que o evento fosse despertar pouco interesse, mas a organização fez saber que ficou surpreendida, com a inesperada alteração que aconteceu. “Uma acção a qual se previa uma afluência de 40 pessoas, todas elas profissionais da indústria do futebol, teve uma adesão imprevistamente extraordinária, na ordem das 200 pessoas”, refere a nota.  
A intenção dos organizadores, é que “a visibilidade e notoriedade” desse congresso, consiga ter um “potencial impacto no caminho evolutivo do futebol angolano”. Esse, é um dos motivos por que foram estabelecidas algumas parcerias, para que o congresso traga coisas novas.
Em princípio, 6 temas e 6 painéis vão ser abordados, durante os dois dias que vão decorrer o congresso. Para hoje, o destaque recaí para os painéis “Talento - passado, presente e futuro”, “selecções provinciais e nacionais”, e o tema é relacionado com o “Projecto La Liga em África”.
Amanhã, vai se falar dos temas: “Papel da Federação”, “A tecnologia ao serviço da Academia de Futebol de Angola”, “O perfil morfológico do jogador angolano”, “Talent Spy: A plataforma do futebol”.
Além disso, está em agenda a realização de dois painéis intitulados “Organização de um departamento de scouting” e “Da observação ao treino”.
Para além de falar do que ainda pode ser feito, para tornar conhecido o talento do jogador angolano pelo continente afora, a organização do congresso colocou como último ponto alto do seu evento, a “Homenagem às glórias do futebol angolano”.
Vários prelectores, como Artur Almeida e Silva, presidente da FAF, Beto Bianchi, seleccionador nacional, e Mateus Gonçalves, jornalista da LAC, já confirmaram as  presenças para desenvolver alguns dos temas escolhidos pela Talent Spy, que conta com as parcerias da F3M, FAF, Macro Sport Angola e Academia de Futebol de Angola, para realizar esse congresso de futebol.