Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Desportivo mede foras com Electro

09 de Maio, 2019

Fotografia: DR

Depois do empate, na arranque da competição, os huílanos não podem  ceder pontos,  sob pena de comprometerem a passagem à outra fase, rumo à revalidação da prova. Do lado dos lobitangas,  mais um desaire complica as suas pretensões. Na outra partida, a AFA mede forças com o Bravos do Maquis, embate com desfecho imprevisível.  
Na Série A, o Santos FC define a sua continuidade diante do Interclube da Huíla, com o favoritismo a recair para a equipa das terras da Chela, ao passo que o Petro do Huambo pode carimbar o passe e manter-se em prova, caso vença o Vitória do Bié.
O Norberto de Castro, equipa que joga em casa, pode fazer jus ao favoritismo na Série C, quando receber o Petro de Luanda, um dos candidatos. Por último, o ASK do Uíge mede forças com o Sagrada Esperança.
O 1º de Agosto, na série D, finalista vencido na edição passada, joga com o Sporting do Bié, embate em que com maior ou menor dificuldade,  a equipa da capital deve somar os três pontos. Fecham a ronda, a Académica do Lobito e o Semba de Cabinda, duelo que se afigura equilibrado.
Na primeira jornada, o resultado mais expressivo foi a vitória do actual vice -campeão 1º de Agosto no jogo com  o Semba  de Cabinda, por 6-0,  referente a série D, que se disputou no Estádio do Recreativo da Caála.
Na mesma série, a equipa da Académica do Lobito derrotou na tarde de hoje, no Estádio dos Kurikutelas, no interior desta cidade, o Sporting do Bié, por expressivos 5-0.
O Interclube da Huila também goleou  o Vitória do Bié, por 6-0, na segunda partida da séria A. Neste grupo, o Petro do Huambo venceu na segunda-feira, o Santos FC de Luanda, por 2-1.
Para além destes resultados, a jornada inaugural registou a vitória do Norberto de Castro do Huambo frente ao Sagrada Esperança da Lunda- Norte, por 3-0, no primeiro jogo da Série C.
Para a mesma série, não se realizou a partida entre o Petro de Luanda e o ASK do Dragão do Uíge, que ficou adiada para quarta-feira, devido a chegada tardia da formação das “terras do bago vermelho”, que só hoje se fez presente no palco da competição.
Na série B, o Bravos do Maquis derrotou na segunda-feira, o Electro do Lobito, por 3-1. Para o mesmo grupo, o actual campeão em título, Desportivo da Huíla e a Academia de Futebol de Angola (AFA), não foram além do empate a uma bola.