Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Dikotas da Samba exibem trofu

AUGUSTO PANZO - 20 de Novembro, 2017

Formao da Samba empatou ontem (1-1) diante da velha guarda do Rangel na ltima ronda do campeonato

Fotografia: Jornal dos Desportos

O capitão da equipa das velhas guardas da Samba, Paulo Magueijo, manifestou ontem em nome do grupo, no final do duelo com a VG do Rangel, muita felicidade pelo facto de terem conquistado o primeiro título oficial da competição, depois da primeira edição disputada ano passado com o cunho de experimental.
Paulo Magueijo considerou de prestigiante o esforço despendido pelos companheiros, pois, acaba por demonstrar um árduo trabalho levado a cabo por um conjunto.
\"Agradeço a oportunidade que o Jornal dos Desportos me proporciona, para falar em nome do grupo. Deixa-me dizer que estamos felizes, porque mesmo a nível das velhas guardas costumamos trabalhar no sentido de fazer algo organizado. Isso carece de um trabalho árduo, porque somos uma família e, no final de tudo, quando conseguimos vencer, torna-se prestigiante\", disse.
Salientou igualmente, o facto de o patrocinador da prova não se cansar em lutar, pela possibilidade de conseguir os troféus necessários para cada edição, o que cria muita motivação aos participantes, quer de forma individual, como colectiva.
\"Estou satisfeito, porque durante o ano batalhámos muito. Uma palavra de apreço vai para o nosso patrocinador que, ao longo do torneio não se cansa de buscar soluções para a consecução dos troféus e outras compensações necessárias e inerentes à prova. Isso é de louvar com todo júbilo\", salientou. 
Depois do primeiro ceptro conquistado, o capitão da equipa dos Dikotas da Samba já pensa na próxima edição, razão pela qual, apesar de ser muito cedo, promete que o grupo vai já começar a trabalhar naquele sentido, com vista a melhor organizar as coisas na equipa.
\"Terminou agora a edição de 2017, mas não vamos dormir à sombra da bananeira. Vamos continuar a trabalhar para que o grupo do qual sou responsável em campo possa organizar-se melhor, em busca do segundo título no próximo ano\", destacou.
Para além do título de campeão do torneio, o guarda-redes menos batido também pertence à equipa dos Dikotas da Samba, que tinha igualmente a hipótese de o seu atacante se sagrar melhor marcador, menção perdida por força dos regulamentos da prova, o que Paulo Magueijo reconheceu.
\"É mais uma vez motivo de alegria, o facto do nosso guarda-redes ter conquistado o título de menos batido. Claro que, se não fosse a desqualificação dos Escorpiões de Viana, o título de melhor marcador também seria para nós. Mas isso não nos atrapalha, nem nos aflige, porque ele o nosso atacante perdeu essa possibilidade em cumprimento dos regulamentos da prova, que são indiscutíveis. Por isso esperamos por uma próxima oportunidade conquistar esse título. Estamos contentes com o conseguimos\", atirou.

MARIANA FRANCISCO
Administradora enaltece organização


A administradora do distrito urbano da Samba, Mariana Francisco, manifestou a sua satisfação ontem ao Jornal dos Desportos, pelo facto da equipa das Velhas Guardas dos Dikotas da Samba se ter sagrado vencedora da primeira edição oficial do campeonato provincial de futebol da categoria, com a designação de \"Carrs 2017\", cuja final foi disputada ontem.
O resultado do desafio saldou-se numa igualdade a uma bola, num duelo que envolveu as equipa da Samba e do Rangel, disputado no campo do Instituto Superior das Ciências da Saúde, no Morro Bento, mas os anfitriões valeram-se do facto de se terem qualificado com antecedência, devido à sua pontuação no cômputo geral.
Mariana Francisco valorizou a conquista e exaltou os organizadores de provas desse quilate a continuarem na aposta, com vista a manter a velha classe de praticantes sempre viva.
\"É com grande satisfação que estamos aqui neste momento, para testemunhar mais uma vez essa final de um campeonato provincial de Luanda em velhas guardas, que foi organizado sob a batuta do patrocinador Carrs\", disse. 
Ainda sobre a conquista alcançada pela equipa da Samba, a administradora local considerou-a de merecida, a julgar pelas performances demonstradas durante a competição.
\"Devo salientar que a equipa da Samba venceu muito bem o torneio, porque já na penúltima jornada mostrou ser um forte candidato ao ceptro, depois de bater o adversário da ronda por cinco bolas sem resposta. Isto demonstra que houve um trabalho intensivo, no qual a equipa da Samba teve um empenho melhor que as outras, razão pela qual conseguiu chamar para si o título de campeão \", enalteceu.
Sobre o valor deste tipo de torneios, Mariana Francisco acredita serem muito essenciais, na medida em que marcam sempre o reencontro entre velhos rivais, mas companheiros de profissão há muito separados.
\"Estes torneios constituem são muito valiosos porque constituem mais uma forma de juntar a malta do bairro, do distrito. Eu estava aqui a apreciar a equipa dos Dikotas da Samba e constatei que são todos eram vizinhos que moravam no mesmo bairro ou na mesma rua. É de facto um motivo de alegria porque praticamente é ponto de reencontro dos amigos, e nós sabemos que um amigo é muito próximo de um familiar\", salientou.
Mariana Francisco acha que se deve continuar a trabalhar mais neste sentido, de forma a manter a união entre os antigos praticantes de futebol do país.
\"Para mim acho que deve-se continuar a trabalhar mais neste sentido, de maneira que se possa manter sólida essa união entre antigas glórias do futebol do país, ressaltou.

LUÍS GONÇALVES
“Evento decorreu sem sobressaltos”


O vice-presidente da Associação Provincial de Futebol de Velhas Guardas de Luanda, Luís Gonçalves \"Kubila\", elogiou a forma organizada como decorreu a primeira edição do torneio provincial \"Carrs/2017\", que consagrou a equipa das VG dos Dikotas da Samba com vencedora.
Na sua alocução ao Jornal dos Desportos, Luís Gonçalves \"Kubila\" disse que, depois do torneio experimental realizado no ano passado, foi necessário passar-se da experiência para a realidade, o que acabou por acontecer sem percalços.
\"Depois da experiência vivida no ano passado, houve necessidade de passarmos para a realidade, cujo fecho é este que estamos aqui a assistir hoje (ontem). Na minha óptica, é um evento que decorreu sem grandes sobressaltos, o que constitui motivo de elogios para com os organizadores\", ressaltou. 
Luís Gonçalves lembrou que a edição ontem terminada conseguiu englobar maior número de equipas, o que exigiu a existência de elevado número de recintos para a disputa de jogos durante os fins-de-semana.
\"Tenho a dizer que nesta edição oficial do torneio provincial \'Carrs\' tivemos uma participação muito alta em termos de equipas, o que nos obrigou igualmente a lutar para um número considerável de campos, para que os jogos fossem realizados quase em simultâneo durante o fim-de-semana\", elucidou.
Luís Gonçalves revelou que o objectivo fundamental da APFVGUL é o de permitir a manutenção de um contacto permanente entre os antigos praticantes de futebol, no intuito de glorificar a classe.
\"O objectivo primordial da APFVGUL é de permitir que os antigos jogadores de futebol mantenha um contacto permanente entre eles, para que essa classe se glorifique. Temos visto que, durante os jogos há muita harmonia entre velhos amigos, que se conheceram durante as respectivas carreiras futebolísticas, o que é muito salutar\", referiu.