Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Direco trabalha para pagar dvidas

Joaquim Suami| - Cabinda - 13 de Setembro, 2018

O dirigentes, sem presso, aguarda assim pelo desenrolar de negociaes entre a direco e os atletas, para que a confiana prevalea entre as duas partes.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O vice-presidente do Sporting de Cabinda, Jorge Costa, admitiu que apesar das dificuldades financeiras que enfrentaram ao longo da época, a equipa conseguiu manter-se na fina-flor do futebol nacional.
O dirigente reconheceu que a proeza alcançada, foi fruto do empenho e profissionalismo do grupo de trabalho. No entanto, disse, ser prematuro pensar no próximo campeonato, quando ainda existem pendentes por resolver do ano em curso.
“O Girabola terminou, mas ainda temos muitos problemas a resolver,  a nível do nosso clube. No que diz respeito aos compromissos da direcção para com os atletas, até hoje não liquidamos os ordenados dos atletas”, lamentou.
Advertiu, que a prioridade, agora, é honrar o compromisso que têm,  só depois começam a pensar na época 2018/19. “Sem antes liquidarmos os salários em atraso dos jogadores, seria injusto falarmos da próxima época. A direcção pretende reunir com os atletas, para encontrar uma solução para o bem de todos, e sair desta crise”, destacou.
Por outro lado, o técnico do Sporting de Cabinda considerou positiva, a prestação da equipa no Girabola/Zap 2018. Considerou, a manutenção na primeira divisão, como um prémio que orgulha a todos, pelos problemas vividos ao longo da época.
“O balanço é positivo, porque alcançamos a meta preconizada, que é  continuar no Girabola”, disse  o dirigente dos Leões de Cabinda.
Segundo os mesmo “gostaria de manter, na próxima época, este grupo de jogadores, porque estou com eles há três anos”.
O dirigentes, sem pressão, aguarda assim pelo desenrolar de negociações entre a direcção e os atletas, para que a confiança prevaleça entre as duas partes.