Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Direco oficializa sada de Paulo Torres

07 de Novembro, 2019

Tcnico portugus no resistiu senda de resultados negativos frente da equipa diamantfera

Fotografia: Vigas da Purifio, Edies Novembro

O vice-presidente do Sagrada Esperança, José Ramos, anunciou ontem o afastamento do técnico Paulo Torres e seus adjuntos Moniz Frank e Roque Sapiri do comando técnico da equipa da Lunda Norte.
Falando à imprensa nesta cidade, no final de uma reunião entre  direcção, atletas e equipa técnica, o dirigente apontou como causas da rescisão do contrato, os problemas no balneário e os maus resultados.
"Tivemos hoje (ontem) um encontro com os jogadores, que é sequência de  outro que mantivemos logo a  seguir ao jogo com o Progresso do Sambizanga  e, constatamos que havia alguns problemas  de balneário que tínhamos necessidade de resolver", revelou. Sublinhou, que na reunião liderada pelo presidente do clube Osvaldo Van-Duném, com Paulo Torres, culminou com a colocação do lugar do técnico à disposição.
"Tivemos uma conversa muito séria com o treinador, conversa essa que culminou com a colocação do seu lugar à disposição. Por isso, viemos transmitir aos atletas que o que eles consideravam  ser problemas no balneário, está resolvido" , atirou José Ramos.
O vice-presidente do Sagrada Esperança disse que, entre vários motivos que estiveram na base da "chicotada psicológica" da equipa, destaca-se o proteccionismo que a mesma tinha para uns jogadores em  detrimentos de outros.
Comentou que este procedimento começou a ser verificada, a partir do estágio pré-competitivo que a equipa realizou na Província de Benguela, em Julho deste ano. "Havia proteccionismo de uns em detrimento de outros", lamentou.
"Isso começou aquando do estágio e confirmamos que havia super protegidos e menos protegidos. Não é essa a postura que defendemos no Sagrada Esperança", criticou. Armando Sapalo/Dundo.