Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Direco tranquiliza massa associativa

Jlio Gaiano - Benguela - 13 de Janeiro, 2020

Equipa tcnica trabalha com atletas disponveis

Fotografia: Dr

O presidente interino, do Estrela Clube 1º de Maio de Benguela, António Moisés “Tony”, assegurou ao Jornal dos Desportos estar tranquilo em relação à continuidade  da equipa no Girabola Zap2019/20, não obstante o Comunicado da FAF nº 51/2019 que dá conta da despromoção dos proletários, na sequência da falta de comparência no jogo frente ao Santa Rita de Cássia FC Uíge, pontuável para a 15ª jornada.

O dirigente garante que em tempo oportuno, a sua direcção fez chegar um documento à Federação a pronunciar-se sobre o assunto.  “No jogo que deveríamos disputar no Uíge, a equipa fez uma viagem de cerca de 600 km, por estrada, em direcção ao local do encontro”, informou.

“Contudo, viu-se impossibilitado de chegar à cidade do Uíge, porque ao longo do percurso surgiram outras condicionantes que inviabilizaram o prosseguimento da viagem. Informamos à FAF e à equipa adversária o sucedido”, destacou. 

“E, como senão bastasse, elaboramos um processo que remetemos à instância competente da Federação, para a devida apreciação. Portanto, foi um acto inesperado e estamos aguardar pelo desfecho daí resultante”, esclareceuAntónio Moisés revelou, que o seu clube predispôs-se a ressarcir os gastos contraídos pela direcção da formação do Uíge, caso seja essa condição para a remarcação da referida partida. “Admitimos que seja uma das possibilidades que a FAF coloque como condição, para remarcar a partida”, sublinhou. 

Admitiu, por outro lado, que “apesar de diminutas, estamos preparados para arcar com os gastos. Mas, de uma coisa é certa, o 1º de Maio não incorre em nenhum processo de destituição, por limites de números de faltas de comparência na competição”, destacou.

Reconheceu que “porquanto os regulamentos são claros, e é disso em que nos apegamos para a observância do direito que nos assiste. Aliás, a FAF está a par disso, tanto é assim que em tempo oportuno, enviamos as alegações que sustentam o nosso protesto que remetemos dentro dos prazos estipulados pelos regulamentos”, confessou. 

Suspeição gera sangria no plantel 

A suspeição que durante duas semanas pairou à volta da continuidade (ou não) da equipa principal do Estrela Clube 1º de Maio de Benguela no Girabola Zap 2019/20, em função das duas derrotas na secretaria, gerou uma onda de “deserção” dos jogadores.

Diante deste cenário, a direcção recorreu à contratação de alguns jogares dispensados em noutras agremiações da I e II divisões nacionais, para não serem apanhados com as \"calças na mão\" para colmatarem a saída (in)esperada dos referidos atletas.

De acordo com fontes afectas ao grémio proletário são no total 14 atletas que decidiram abandonar o clube e rumar para outras aventuras, porquanto duvidam que os seus problemas referentes aos salários atrasados, nove meses, além dos prémios de jogos, que não usufruem desde a campanha no torneio de apuramento ao recente Girabola Zap.

“Grande parte dos jogadores está a passar necessidade extrema e diante da situação que se instalou, com incertezas à mistura, poucos acreditam que os problemas sejam resolvidos pela actual direcção, que continua a desdobrar-se em contactos com os potenciais patrocinadores, no sentido de angariar dinheiros para o sustento da equipa na competição”, confidenciou uma fonte ligada ao grémio da Rua Domingos do Ò.

O JD apurou, que dos 14 jogadores que aventaram a hipótese de rumarem para outros desafios, designadamente, Boneco, Isgon, Renato, Eliseu, Ningi, Bebo, Miguel, Projecto, Boss, Leilas, Rodrigo, Ayala e Alexandre, alguns manifestaram-se arrependidos e a direcção estuda a possibilidade de os reenquadrá-los no plantel. 

Todavia, a mesma abertura não encontra no seio dos associados e adeptos que exigem o seu afastamento do clube. Enquanto o impasse continua, a direcção do Estrela 1º de Maio de Benguela na reabertura das inscrições na FAF confirmou a integração no plantel de alguns atletas.                  JG