Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Elogiada qualidade do Girabola

Paulo Caculo - 10 de Março, 2017

Drasko Stoiljkovic está atento às incidências do principal campeonato de futebol do país

Fotografia: Jose Soares

O antigo técnico do Progresso e do Kabuscorp, Drasko Stoiljkovic, considera que o principal campeonato angolano de futebol, regista níveis aceitáveis de qualidade.

O sérvio que fixou residência em Angola, por razões profissionais, acredita que o Girabola, com a qualidade, tem crescido, por isso, de competitividade.

\"Penso que o campeonato angolano tem subido de qualidade. Estou em Angola há já alguns anos e tenho notado isso mesmo. Todos os anos há maior competitividade, as equipas lutam mais pela conquista do título e também para a permanência\", atirou, a começar, o treinador sérvio.

\"Nestas três jornadas pude ver que as equipas estão muito melhor estruturadas, reforçaram-se com jogadores de qualidade, apesar da condição financeira não ser das melhores\", acrescentou Drasko Stoiljkovic.

O treinador refere que os jogos têm decorrido com bastante intensidade e interesse, facto que considera ser também uma prova evidente da qualidade que ganhou o campeonato. Drasko acredita que os níveis de competitividade podem crescer ainda mais, já que consegue ver enorme concorrência entre as equipas.

\"Os habituais candidatos ao título apressam-se a consolidar os lugares no topo da classificação. Acho que vai haver muita disputa. Vejo também que o Kabuscorp está apostado em ser campeão este ano, basta ver a intensidade do seu futebol e a forma como começou o campeonato. Acho que vai ser um campeonato de muita luta\", perspectiva.

Técnico antevê
novo campeão

Drasko admite, por outro lado, a possibilidade de haver um campeão diferente. O técnico recorda ter perspectivado o mesmo na época passada e ficado satisfeito com a alternância no campeão, porque considera de ajuda a valorizar a competição.

\"Sempre disse que o campeão de 2016 seria outro e foi o que aconteceu. O 1º de Agosto acabou por vencer o campeonato, suplantando os rivais Petro e Libolo\", disse Drasko, no seu português arrojado.

O técnico sérvio espera relançar a sua carreira em Angola. Drasko diz que o seu empresário está a negociar a possibilidade de assumir um projecto desportivo promissor, estando tudo em aberto em relação a possibilidade de voltar a entrar em campo para orientar uma equipa.

O treinador não escondeu a insatisfação por não ter conseguido chegar a acordo com o Santa Rita de Cássia, após várias conversações, mas deixou expresso o desejo de voltar ao Girabola pela porta grande.

\"Tenho boas recordações das épocas que treinei o Kabuscorp e o Progresso e espero voltar a viver outras experiências no campeonato angolano. Neste momento, o meu empresário está a tratar de tudo, para ver se tão logo quanto possível regresso ao activo\", confessou Drasko Stoiljkovic.