Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Empate animador

Paulo Caculo - 29 de Julho, 2019

O namibiano Jonas Shungedi o quarto rbitro, ao passo que o zambiano Patrick Kangawa o comissrio ao jogo.

Fotografia: Agostinho Narciso | Edies Novembro

Angola empatou (1-1) ontem o jogo diante da e-Swatini, disputado no Estádio de Mavuso, na cidade de Manzini, referente à primeira mão da penúltima eliminatória de acesso ao CHAN dos Camarões e deixou em aberto as probabilidades de confirmar em casa, a 3 de Agosto próximo, a qualificação à derradeira fase das qualificativas.
O golo de Manguxi, aos 50\', muito bem conseguido pelo combinado nacional,  num período do jogo em que os angolanos assumiam maior  domínio na posse de boa e criação de ocasiões para marcar, acabou por compensar a raça e entrega evidenciada pelos pupilos de Silvestre Pelé, na segunda parte do desafio.
Pese a eficácia ofensiva espelhada, dados retidos do jogo revelam que Angola teve inúmeras dificuldades, para desbobinar o seu futebol. Tudo devido ao excelente posicionando do adversário que, a jogar em casa, chamou a si todas as responsabilidades, relegando à equipa angolana à sua defesa.
Fruto desta atitude dos donos da casa, acabou sendo com alguma naturalidade que a defesa de Angola teve muito trabalho na etapa inicial, com a baliza de Landu a ser constantemente fustigada e visada, ora por remates à longa distância, ora por jogadas pelo meio e extremos, com cruzamentos para o coração da área angolana.
A verdade é que no capítulo defensivo, a equipa nacional aguentou-se muito bem, razão pela qual não sofreu qualquer golo, pelo menos até a passagem do minuto 70. O facto é que o combinado nacional acabaria por ceder ao ataque do conjunto e-Swatini, ao consentir o golo da igualdade, muito próximo do desfecho. O golo de Menzi Sitole acabou por ser um duro \"murro no estómago\" da equipa nacional.
Angola esteve bem na clareza dos processos e nas jogadas delineadas. Apesar de ter entregue quase sempre o seu meio campo ao adversário, os comandados de Pelé foram capazes de sair de Manzini com um resultado positivo, que lhes abre boas e importantes perspectivas de qualificação no embate da segunda mão, em Luanda.
O jogo da segunda mão está marcado para o dia 3 de Agosto, às 16h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, no município do Kilamba Kiaxi, enquanto as instalações aguardam pelo início do restauro.
Para este embate decisivo, a CAF indicou um quarteto de árbitros sul-africanos, chefiado por Shifeleni Nehemia, tendo como assistentes Ma-thew Kanyanga e Neyonga Matheus. O namibiano Jonas Shungedi é o quarto árbitro, ao passo que o zambiano Patrick Kangawa é o comissário ao jogo.