Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Futebol

Equipa do Saurimo sem grandes ambies

Augusto Panzo/Cacuaco - 09 de Fevereiro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

As equipas participantes ultimam a preparação, com vista a entrarem na competição com maior pendor técnico e lutar para alcançar os objectivos traçados para a época programada.
Este é o caso da formação da Juventude Atlética do Saurimo, que vai representar a província da Lunda Sul na prova. O presidente da agremiação, Pedro Franco Muacassanje “Kito Muacassanje”, concedeu uma entrevista ao Jornal dos Desportos, onde espelha dados essenciais sobre a participação do seu clube neste Zonal de Apuramento.
“Não perseguimos grandes ambições neste Zonal de Apuramento, porque queremos participar apenas para dar maior rodagem competitiva aos nossos jogadores. Ainda não é nosso objectivo chegar à Primeira Divisão, mas sim, pôr os jogadores a ganharem experiência”, disse o dirigente máximo da Juventude do Saurimo.
Indagado se a equipa vai contar com alguns jogadores renomados no mercado, o presidente Pedro Franco “Kito” Muacassanje avançou que não, porque tem confiança nos seus jogadores, pois, já trabalha com eles desde 2012 nas escolas de formação do clube.
“Tal como já referi, nós não vamos lutar para grandes lugares, daí a razão de darmos primazia aos nossos rapazes de casa. Eles trabalham connosco desde os escalões de formação, no ano da fundação da equipa. Hoje são seniores e merecem essa oportunidade. Tenho a certeza que cada um deles quer mostrar o valor individual, razão pela qual vamos metê-los a competir”, alegou.
Ainda assim, aquele dirigente deixou um vivo alerta aos adversários, pois, com base naquilo que conhece sobre os dotes individuais dos seus pupilos, cada concorrente terá de suar às estopinhas, para arrancar um ponto em Saurimo.
“Não é nossa intenção chegar já ao Girabola, mas devo aqui deixar um aviso de que os nossos jogadores são muito talentosos e voluntariosos, facto que vai criar muitas dificuldades aos adversários que vierem a Saurimo. Não será fácil a um 1º de Maio, Domant ou Jackson Garcia conseguirem pontos aqui”, preveniu.   


APOIOS FINANCEIROS
“Empresários estão solidários”

A componente financeira tem sido o grande calcanhar de Aquiles, para a maioria das equipas que se metem na “aventura” de participar em determinadas competições nacionais, mas, de acordo com Pedro Franco “Kito” Muacassanje, este não é o caso da formação da Juventude Atlética do Saurimo, que conta com apoios quase garantidos do empresariado local.
“Neste momento, dependemos financeiramente dos empresários locais para participarmos na Segundona. Já temos disponível, por exemplo, o dinheiro para cobrir as despesas inerentes à primeira jornada, que rondam por aí trezentos e trinta ou trezentos e cinquenta mil kwanzas. Ainda vamos ficar com um remanescente em mão que pode nos ajudar a tratar de outros pendentes”, assegurou.
Em jeito de reconhecimento do que fez pelo clube, o presidente da Juventude Atlética do Saurimo disse que na constituição da equipa, esta contava com os préstimos do empresário Bento Kangamba, facto que o leva a afirmar que mantém esse vínculo, apesar de agora ser difícil manter contacto directo com aquele empresário.
“Na constituição da equipa nós tivemos um apoio directo do senhor Bento Kangamba, que continua até agora. Aliás, nós usamos a marca BK no nosso equipamento. Só que, de um tempo a esta parte tem sido difícil manter contactos com o mesmo”, elucidou.
Interrogado sobre o valor essencial para a participação numa prova como o Zonal de Apuramento, o presidente da equipa da Juventude Atlética do Saurimo disse rondar entre vinte e vinte e dois milhões de kwanzas.
“Para se participar do princípio ao fim numa competição como esta, nós precisamos de um valor que ronda entre os vinte e os vinte e dois milhões de kwanzas. Com essa soma nós vamos participar sem nenhum sobressalto na Segundona”, garantiu o número um da equipa do Saurimo.
Kito Muacassanje destacou igualmente o apoio disponibilizado pelos empresários do ramo hoteleiro, em que uma unidade hoteleira predispôs-se a alojar algumas delegações desportivas que se deslocarem para a capital da Lunda Sul.
Entretanto, como forma de evitar enormes despesas durante a prova, Kito Muacassanje pensa utilizar as vias rodoviária e ferroviária nas deslocações à outras províncias para onde sua equipa vai disputar jogos.
“Nós já traçámos a nossa estratégia sobre as deslocações para as outras províncias. Nos jogos com adversários do Huambo e de Benguela nós vamos utilizar a via Saurimo/Luena de carro, e do Luena para o Huambo ou Benguela usaremos o comboio. No que se relaciona às deslocações para o Norte, ao encontro de um Domant ou ASK Dragão, faremo-lo directamente de carro”, garantiu.